SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3Qual o melhor ambiente para o desenvolvimento das fases jovens de peixes durante a estação seca?Estrutura e distribuição dos Hidracáridos (Parasitengona-Acari) na Subcuenca do Rio Grande (Conta Superior do Rio Quinto. San Luis-Argentina) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Acta Limnologica Brasiliensia

versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

ROSIN, Gisele Cristina; MANGAROTTI, Danielle Paula de Oliveira  e  TAKEDA, Alice Michiyo. Estrutura da comunidade de Chironomidae (Diptera) em dois subsistemas em diferentes estados de conservação de uma planície de inundação do sul do Brasil. Acta Limnol. Bras. (Online) [online]. 2010, vol.22, n.3, pp. 276-286. ISSN 2179-975X.  http://dx.doi.org/10.4322/actalb.02203004.

OBJETIVO: Esse estudo teve por objetivo comparar a composição taxonômica, distribuição, diversidade, abundância e dominância da comunidade de Chironomidae em dois subsistemas da Planície de inundação do alto rio Paraná em diferentes estados de conservação. Esperava-se encontrar maiores valores de diversidade e menor dominância de táxons nas áreas mais conservadas (subsistema Ivinhema). Esperava-se também, diferenças na composição e na distribuição da comunidade entre os subsistemas devido a aos diferentes estados de conservação de cada estação; MÉTODOS: As coletas foram realizadas em março e setembro de 2003 em oito ambientes, quatro no subsistema Paraná e quatro no subsistema Ivinhema. Em cada ponto foram coletadas quatro unidades amostrais por período com um pegador do tipo Petersen modificado: três para análise biológica e uma para análise sedimentológica. As larvas de Chironomidae foram identificadas no nível de gênero; RESULTADOS: Foram registrados 29 gêneros pertencentes a três subfamílias de Chironomidae. Chironomus, Dicrotendipes, Goeldichironomus, e Tanypus foram os principais representantes do subsistema Paraná. Polypedilum foi o único gênero presente em todas as estações de amostragem e dominante em cinco delas. No subsistema Paraná foram observados maiores valores de dominância e no subsistema Ivinhema maior número de espécies raras; CONCLUSÕES: Os resultados demonstraram diferenças na estrutura da comunidade de Chironomidae entre os subsistemas Paraná e Ivinhema. A composição de Chironomidae no subsistema Paraná foi predominantemente de gêneros considerados generalistas e tolerantes. No subsistema Ivinhema foi observado maior riqueza de táxons. A maior diversidade no subsistema Ivinhema pode ser um reflexo de ambientes menos degradados, mostrando que a preservação dessas áreas é determinante para a manutenção da abundância e da diversidade de Chironomidae.

Palavras-chave : Larvas de Chironomidae; influências antrópicas; diversidade; Rio Paraná; Rio Ivinhema.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês