SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Macroinvertebrados bentônicos e fatores controladores de sua distribuição em uma pequena lagoa tropical adjacente ao rio Paranapanema (São Paulo, Brasil)Padrões de riqueza e composição de espécies das assembleias de peixes em riachos da bacia do rio Ivinhema, Alto Rio Paraná índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

GOMES, Maria Angélica da Conceição; SUZUKI, Marina Satika; CUNHA, Maura da  e  TULLII, Cristiane Ferrante. Efeito do estresse salino sobre as concentrações de nutrientes, pigmentos fotossintéticos, prolina e na morfologia foliar de Salvinia auriculata Aubl.. Acta Limnol. Bras. [online]. 2011, vol.23, n.2, pp. 164-176. ISSN 2179-975X.  http://dx.doi.org/10.1590/S2179-975X2011000200007.

OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo investigar os efeitos dos sais NaCl e Na2SO4 sobre o conteúdo de Ca, Cl, K, Mg, N, P, S, Na; teor de pigmentos fotossintéticos (clorofila-a, clorofilab-b e carotenóides); teor de prolina e a morfologia das folhas de Salvinia auriculata  Aubl. MÉTODOS: As plantas foram coletadas na lagoa do Jacu localizada no Norte do Estado do Rio de Janeiro, e após um período de cinco dias de aclimatação foram realizados experimentos em casa de vegetação com as concentrações 0, 100, 200 mM dos sais NaCl e Na2SO4 e utilizadas as técnicas usuais para microscopia óptica e eletrônica; RESULTADOS: Após sete dias de experimento foi verificado a diminuição do conteúdo dos íons Ca2+, K+ , Mg2+, P, N e do teor de pigmentos fotossintetizantes (clorofila-a,b e carotenóides) em Salvinia auriculata submetidas aos tratamentos salinos. O teor de prolina mostrou uma tendência ao incremento quando comparado ao controle. Sob microscopia eletrônica de transmissão, no limbo foliar foi observado uma desorganização do sistema de membranas, principalmente dos cloroplastos com maior presença de grãos de amido das células das plantas submetidas à salinidade. Sob microscópio eletrônico de varredura foi observada a integridade dos tricomas e das células do limbo foliar de Salvinia auriculata submetida ao tratamento controle e mudanças na superfície das células provocadas pela salinização; CONCLUSÕES: Para todos os efeitos da salinização avaliados, foi notado que o incremento na concentração do sal Na2SO4 resultou em maiores alterações morfológicas e nutricionais à macrófita aquática flutuante Salvinia auriculata.

Palavras-chave : macrófita aquática flutuante; salinização; células; microscopia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês