SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1Aquatic macrophytes as indicators of water quality in subtropical shallow lakes, Southern BrazilSpace-temporal dynamics of limnological variables in a floodplain wetland located at Ribeira do Iguape Valley (São Paulo, Brazil) at different hydrological periods author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google
  • uBio

Share


Acta Limnologica Brasiliensia

On-line version ISSN 2179-975X

Abstract

CAMPOS, Mônica de Cássia Souza; LANZER, Rosane  and  CASTRO, Paulo de Tarso. Estresse hidrológico como fator limitante para a invasão de Limnoperna fortunei (Dunker,1857) no Alto Rio Paraná (Brasil). Acta Limnol. Bras. [online]. 2012, vol.24, n.1, pp.64-82.  Epub Sep 04, 2012. ISSN 2179-975X.  http://dx.doi.org/10.1590/S2179-975X2012005000027.

Limnoperna fortunei (Dunker, 1857), é um molusco asiático que chegou na América do Sul em 1991. Desde 2004 verificamos que o avanço da espécie no Baixo Rio Paranaíba, afluente do Alto Rio Paraná, é lento quando comparado com a velocidade média de 240 km/ano nos cursos médio e baixo do rio Paraná. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho é entender quais são os fatores limitantes da dispersão de L. fortunei neste trecho do rio Paranaíba. MÉTODOS: Sua ocorrência e dispersão foram amostradas doze vezes entre março de 2006 e novembro de 2007 no rio Paranaíba, incluindo o reservatório da usina hidrelétrica de São Simão. RESULTADOS: Mexilhões adultos foram encontrados aderidos aos cascos dos barcos que circulam neste trecho da hidrovia Paraná-Tietê e em embarcações atracadas nos portos de empresas exportadoras de grãos localizadas em São Simão (GO). No entanto, larvas e adultos não foram encontrados nas proximidades dos portos nem a montante dos mesmos, no reservatório da hidrelétrica de São Simão. O pH, a concentração de cálcio e os valores médios de oxigênio dissolvido são semelhantes entre ambientes lóticos e o reservatório: as concentrações médias de oxigênio estão próximas de 7 mg.L-1, o pH médio está em torno de 7, os valores médios de Ca total variam entre 4 e 6 mg.L-1 e os níveis de clorofila a não são restritivos para esta espécie de mexilhão. CONCLUSÃO: As variáveis físico-químicas da água indicam que os habitats são adequados para o estabelecimento da espécie. Além de uma baixa pressão de propágulos, este trabalho propõe algumas variáveis hidrológicas, tais como, a energia dos trechos fluviais e mudanças da vazão a jusante da barragem, como barreiras para o estabelecimento da espécie, uma vez que estes aspectos podem desfavorecer a fixação e sobrevivência das larvas e diminuir o recrutamento.

Keywords : Limnoperna fortunei; espécies invasoras; Bacia do rio Paraná; mexilhão dourado.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License