SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Utilização de sedimento artificial na avaliação da toxicidade do cromo sobre Chironomus xanthus, Danio rerio e Poecilia reticulataPiscivoria por Hoplias aff. malabaricus (Bloch, 1794): uma questão de disponibilidade de presas? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

COSTA, Igor David da  e  FREITAS, Carlos Edwar de Carvalho. Ecologia trófica da ictiofauna de um trecho do rio Urucu (Coari, Amazonas, Brasil). Acta Limnol. Bras. [online]. 2013, vol.25, n.1, pp.54-67. ISSN 2179-975X.  https://doi.org/10.1590/S2179-975X2013000100007.

INTRODUÇÃO: As áreas inundáveis dos grandes rios amazônicos são muito produtivas, como resultado das flutuações sazonais no nível da água, favorecendo os peixes que passam a dispor de um amplo espectro de habitats e recursos alimentares; OBJETIVOS: Neste estudo, identificamos a estrutura trófica das assembléias de peixes do curso superior do rio Urucu (Amazonas - Brasil), observando mudanças sazonais determinadas pelo ciclo hidrológico; MÉTODOS: As coletas foram realizadas com auxilio de baterias de malhadeiras, no período de cheia (abril/2008) e seca (agosto/2008), em áreas a montante e jusante de portos localizados no rio Urucu, no município de Coari, Amazonas, Brasil; RESULTADOS: Foram coletados 902 indivíduos compreendidos em sete ordens, 23 famílias e 82 espécies, a abundância de peixes no período da seca foi superior ao período da cheia. Piscívoros, onívoros e carnívoros foram as categorias com abundância mais elevada na seca; sendo essas mesmas categorias, incluso o grupo dos detritívoros, mais abundantes na cheia. Bryconops alburnoides, Dianema urostriatum e Serrasalumus rhombeus foram as mais abundantes no período da cheia e Osteoglossum bicirrhosum, Serrasalumus rhombeus e no período da seca; CONCLUSÃO: Constatamos através de nossos estudos a importância dos períodos de seca e cheia como fatores reguladores da abundância de peixes de determinadas categorias tróficas ocorrentes no rio Urucu, que possivelmente podem ser explicadas pela disponibilidade de recursos e espectro alimentar de cada categoria.

Palavras-chave : alimentação; Amazônia; peixes; rio Urucu; ciclo hidrológico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons