SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número1Piscivoria por Hoplias aff. malabaricus (Bloch, 1794): uma questão de disponibilidade de presas?Aplicação do método hidroacústico na avaliação rápida da distribuição espacial de peixes em um Lago Brasileiro - Lagoa Santa, Minas Gerais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

DARUICH, Jorgelina; TRIPOLE, Susana; GIL, María Angélica  e  VALLANIA, Adriana. Comunidades de Algas e Cianobactérias em dois rios da província de San Luis (Argentina) submetidos a influência antropogênica. Acta Limnol. Bras. [online]. 2013, vol.25, n.1, pp.79-90. ISSN 2179-975X.  https://doi.org/10.1590/S2179-975X2013000100009.

OBJETIVO: O uso de indicadores biológicos de poluição tem aumentado nos últimos anos como alternativa de monitoramento da qualidade da água. A comunidade fitoplanctônica responde seletivamente a diferentes perturbações antrópicas, como construção de barragens e aumento dos nutrientes em centros urbanos que levam à eutrofização de ambientes aquáticos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a composição e a estrutura das comunidades de algas e cianobactérias, a fim de comprovar a influência humana através da presença de reservatórios com algum grau de eutrofização e do impacto da urbanização em dois rios na bacia do Bebedero da província de San Luis (Argentina). MÉTODOS: Quatro estações de coleta foram selecionados: duas antes dos reservatórios e aldeias (V1) e (P1) e duas após os mesmos (P2) e (V2). Cada estação foi visitada quatro vezes durante um ciclo anual: verão, outono, inverno e primavera. Foram coletadas amostras quantitativas e semiquantitativas do fitoplâncton e foi determinada a frequência de ocorrência. Foram analisados o grau de semelhança entre pares de estações de coleta, utilizando o índice de similaridade de Jaccard e índice de complementaridade. RESULTADOS: Foram identificados 92 táxons, sendo mais frequente as diatomáceas. P2 foi a estação mais afetada, mostrando alta abundância com menor diversidade e uniformidade. As espécies mais tolerantes à presença de matéria orgânica foram Melosira varians, Navicula tripunctata, Oscillatoria limosa, Gomphonema parvulum e Coelastrum microporum e algumas espécies de euglenophytas. CONCLUSÃO: Portanto, a estrutura e composição das comunidades de algas e cianobactérias permitiu identificar secções mais sensíveis a alterações induzidas pelo homem.

Palavras-chave : qualidade biológica; comunidades de algas; efeito da urbanização; rio regulado.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons