SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número3A literatura científica global de pesquisa sobre os índices de qualidade da água: tendências, vieses e direções futurasRespostas fisiológicas de curta exposição ao estresse por cobre em Salvinia auriculata Aubl. índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

VALE, Julio Daniel do; ZUANON, Jansen  e  MAGNUSSON, William Ernest. A influência da chuva nas características limnológicas das áreas alagáveis do Viruá, Amazônia brasileira. Acta Limnol. Bras. [online]. 2014, vol.26, n.3, pp.254-267. ISSN 2179-975X.  https://doi.org/10.1590/S2179-975X2014000300005.

OBJETIVOS: As planícies alagáveis da Amazônia ocupam uma vasta área e compreender os padrões das características limnológicas dessas planícies é de grande importância para os processos ecológicos locais e regionais. Na bacia do rio Negro e de seu principal afluente, o rio Branco, há grandes áreas sazonalmente alagadas que são abastecidas principalmente por chuvas locais e não são conectadas diretamente com grandes rios. Uma dessas áreas é a planície alagável do Parque Nacional do Viruá, em Roraima, no extremo norte do Brasil. MÉTODOS: Foram monitoradas as características físicas e limnológicas de 19 parcelas durante três anos (2008 - 2010), com coletas realizadas no início e no fim do período de chuvas (maio - agosto). RESULTADOS: Os corpos d’água estudados apresentaram baixos valores médios de condutividade elétrica (22.0 ± 14,0 µS*cm-1) e pH (4.8 ± 0.7). A temperatura foi relativamente alta (26.6 ± 2.7 °C) e o oxigênio dissolvido teve valores moderados de saturação (43.0 ± 21.5%). A transparência da água apresentou grande oscilação espacial e temporal (87.9 ± 38.7 cm). Não houve diferenças significativas nas características limnológicas das parcelas aquáticas entre o início e o fim dos períodos chuvosos de 2008 e 2010, mas houveram em 2009 devido a um regime de chuvas atípico. Análises multivariadas evidenciaram que as maiores variações temporais nas características limnológicas das parcelas aquáticas são resultantes de mudanças estocásticas da transparência da água, o que está relacionado com o tipo de solo, altitude das parcelas e com a microbacia à qual está conectada. CONCLUSÕES: Essa dinâmica é diferente da maioria dos ambientes de várzea da região, onde o padrão da dinâmica limnológica é fortemente dependente de uma conexão direta com grandes sistemas fluviais. Planícies alagáveis não conectadas a grandes rios deveriam receber especial atenção em relação aos impactos esperados decorrentes das mudanças climáticas devido à sua grande dependência do regime de precipitação local.

Palavras-chave : transparência da água; variação sazonal; área alagável; bacia do rio Branco; Parque Nacional do Viruá; poças temporárias.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons