SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30Comunidade de algas perifíticas em ambientes lênticos da planície de inundação do Alto Rio Paraná: variação sazonal e espacialMudanças na estrutura da comunidade fitoplanctônica em viveiro de tilápia-do-Nilo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão impressa ISSN 0102-6712versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

CROSSETTI, Luciane Oliveira et al. Respostas de diferentes traços funcionais do fitoplâncton à heterogeneidade espacial e temporal em um extenso lago raso subtropical. Acta Limnol. Bras. [online]. 2018, vol.30, e214.  Epub 14-Nov-2018. ISSN 0102-6712.  http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x7217.

Objetivo

Análises de comunidades biológicas que levam em conta apenas a composição e a abundância das espécies e suas contribuições relativas, na maioria das vezes, não reflete suas funções ecológicas, especialmente considerando-se a ampla variação espacial e temporal de extensos lagos rasos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a influência da heterogeneidade espaço-temporal na estrutura funcional do fitoplâncton em um extenso lago raso subtropical.

Métodos

Foram realizadas amostragens sazonais, em 2010 e 2011, em 19 pontos amostrais distribuídos ao longo de toda a extensão (90 km) e largura (3-10 km) da Lagoa Mangueira, um extenso (820 km2) lago raso (Zmédia = 2,6 m), compreendendo as zonas litorânea e pelágica das regiões norte, centro e sul. Foram analisadas variáveis abióticas, traços funcionais (volume, máxima dimensão linear, formas de vida) e grupos funcionais como medidas da estrutura funcional.

Resultados

Os resultados demonstraram que não houve organização espacial dos atributos funcionais do fitoplâncton no período estudado. Formas de vida coloniais não flageladas, organismos com volume celular entre 10 3 e 104 μm3 e maiores que 104 μm 3, e com máxima dimensão linear variando entre 21 e 50 μm prevaleceram em todas as zonas e regiões estudadas. Os grupos funcionais fitoplanctônicos responderam à variação nos recursos, especialmente aumentando sua variedade e contribuição nos meses de primavera e verão.

Conclusões

A estrutura funcional da comunidade fitoplanctônica da Lagoa Mangueira, aqui acessada pelos traços e grupos funcionais, foi primariamente condicionada pela variação temporal, não apresentando evidente organização espacial, indicando que a variação sazonal das condições de vida e recursos influencia significativamente o fitoplâncton neste ecossistema.

Palavras-chave : traços funcionais; tamanho; grupo funcional; zona litoral; zona pelágica.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )