SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30A estabilidade térmica é um fator que influencia a heterogeneidade ambiental e a distribuição do fitoplâncton em lagos tropicais?Euglenophyceae pigmentadas de ambiênte lêntico da Planície de Inundação do alto rio Paraná, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão impressa ISSN 0102-6712versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

MORAIS, Krysna Stephanny de et al. Taxonomia e ecologia da ordem Surirellales (Bacillariophyceae) em reservatórios tropicais no Sudeste do Brasil. Acta Limnol. Bras. [online]. 2018, vol.30, e204.  Epub 14-Nov-2018. ISSN 0102-6712.  http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x9817.

Objetivo

O objetivo do estudo foi inventariar as espécies de diatomáceas da ordem Surirellales presentes em sedimentos superficiais de represas tropicais (Estado de São Paulo, Brasil) e correlacionar sua distribuição com preditores ambientais (pH, fósforo total e nitrogênio total) e espaciais.

Métodos

As amostragens foram realizadas em 31 represas entre 2009 e 2014. Amostras de água foram coletadas no verão e inverno ao longo do perfil vertical da represa e os resultados médios da coluna d’água foram utilizados para caracterizar cada estação amostral. Transparência da água, zona eufótica, profundidade, pH, oxigênio dissolvido e nitrogênio e fósforo totais foram medidos. Sedimentos superficiais foram coletados no inverno aproveitando-se os dois primeiros centímetros para a análise das diatomáceas. Foi realizada RDA parcial entre a abundância das espécies (matriz resposta) e as variáveis ambientais e espaciais (matrizes preditoras).

Resultados

Foram identificadas 14 espécies de Surirellales nas amostras de sedimentos superficiais, das quais cinco foram identificadas apenas em nível gênero. A RDA parcial mostrou que a distribuição das espécies é influenciada, em geral, pelos preditores ambientais e espaciais. As espécies foram ordenadas principalmente em relação ao pH e à disponibilidade de luz.

Conclusão

Os resultados demonstraram que as espécies de Surirellales apresentam preferência por ambientes com baixa concentração de nutrientes, águas neutras a levemente ácidas e maior disponibilidade de luz. Além disso, os resultados sugerem que fatores espaciais e ambientais são importantes na distribuição das espécies.

Palavras-chave : sedimento superficial; Stenopterobia; Surirella; Brasil.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )