SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30Euglenophyceae pigmentadas de ambiênte lêntico da Planície de Inundação do alto rio Paraná, BrasilAssembléias de diatomáceas (Bacillariophyta) em seis reservatórios tropicais no sudeste do Brasil: composição de espécies e padrões de variação temporal e espacial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão impressa ISSN 0102-6712versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

CANANI, Luís Gustavo de Castro; FRAIA, Rebecca da Silva  e  MELO, Sérgio de. Espécies perifíticas de Actinella Lewis (Ochrophyta, Bacillariophyceae) de uma Área de Proteção Ambiental na Amazônia Brasileira. Acta Limnol. Bras. [online]. 2018, vol.30, e209.  Epub 14-Nov-2018. ISSN 0102-6712.  http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x7417.

Objetivo

Este estudo tem por objetivo apresentar as espécies de Actinella encontradas em amostras perifíticas coletadas em uma Área de Proteção Ambiental em Santarém (PA, Brasil), comentar sobre sua morfologia, comparando com os registros já existentes e ampliar o conhecimento da distribuição do gênero no estado do Pará.

Métodos

Dez amostras perifíticas foram coletadas em sete estações amostrais na Área de Proteção Ambiental de Alter do Chão (Santarém, Pará, Brasil), em outubro de 2015 e fevereiro e julho de 2016. Nas coletas de 2016, foram medidos pH, oxigênio dissolvido, condutividade e temperatura da água. As amostras foram oxidadas e analisadas em microscópia óptica.

Resultados

Os corpos d’água estudados apresentaram baixa condutividade e pH ácido. Foram identificados 12 táxons do gênero Actinella , vários dos quais descritos originalmente a partir de amostras colhidas em meados do século XX na Amazônia, com destaque para região do baixo rio Tapajós. Actinella rionegrensis é registrada pela primeira vez no estado do Pará e fora de sua localidade tipo (Rio Negro, próximo a Manaus, AM, Brasil), e o hábito da espécie (colônias em roseta) é registrado pela primeira vez.

Conclusão

Nossos resultados indicam que a Área de Proteção Ambiental tem sido eficiente na conservação do ecossistema aquático, já que as espécies de Actinella identificadas em meados do século 20 ainda estão presentes. Questões taxonômicas precisam ser esclarecidas e revistas para algumas espécies deste gênero, pois apresentam sobreposição de características diagnósticas entre si e entre espécies do gênero Eunotia.

Palavras-chave : diatomáceas; Eunotiales; perifíton; taxonomia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )