SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30Mudanças na composição de espécies no médio e baixo Rio Tietê (São Paulo, Brasil) através dos séculos, enfatizando espécies reofílicas e introduzidasGestão de reservatórios: uma opinião sobre como a comunidade científica pode contribuir índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão impressa ISSN 0102-6712versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

ZANIBONI-FILHO, Evoy; PEDRON, Janaína dos Santos  e  RIBOLLI, Josiane. Oportunidades e desafios para a aquicultura em reservatórios brasileiros: uma revisão. Acta Limnol. Bras. [online]. 2018, vol.30, e302.  Epub 14-Nov-2018. ISSN 0102-6712.  http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x12617.

Objetivo

A aquicultura apresenta grande importância no cenário mundial e brasileiro. A construção artificial de grandes corpos de água, como açudes e reservatórios, aumenta o potencial de cultivo de peixes em tanques-redes nesses ambientes, gerando conflitos sobre o uso dessas águas públicas, onde de um lado está a cadeia produtiva buscando o incremento da produção, e do outro lado o ecossistema, susceptível aos impactos causados pela atividade. O objetivo desta revisão foi levantar questionamentos sobre estes conflitos (produtividade × ambiente) e indicar possíveis soluções para os principais problemas ligados à criação de peixes em tanques-rede em reservatórios.

Métodos

O levantamento bibliográfico abordou os principais aspectos que envolvem a piscicultura em tanques-rede em reservatórios brasileiros. Trabalhos publicados entre 1977 e 2018 (jornais científicos, livros e teses) foram revisados utilizando sete bases indexadoras, os websites “periódicos da capes” e “Google Scholar”. As principais palavras-chave utilizadas foram “aquaculture”, “reservoir”, “cage”, “eutrophication”, “carrying capacity”, “impacts”, oligotrophic, “escapes”, “hybrids”, “pollution”.

Resultados

Nesse levantamento foram acessados aproximadamente 330 e citados 151 documentos.

Conclusões

Foram abordados os aspectos negativos associados ao cultivo de peixes em tanques-rede, como os escapes de peixes cultivados, e as possíveis soluções deste e de outros impactos negativos, buscando a redução dos conflitos ambientais vs. produção aquícola. Dentre elas, o uso de espécies nativas ou exemplares estéreis, implantação de sistemas de monitoramento da criação e da área do entorno, adoção de medidas que reduzam os escapes acidentais de peixes, uso de sistemas de cultivo multitróficos, utilização de dietas com elevada digestibilidade fornecidas com manejo alimentar apropriado, além do uso de programas computacionais que utilizem dados ambientais atuais e históricos para o cálculo da capacidade de suporte e escolha dos locais mais adequados.

Palavras-chave : eutrofização; impactos; tanque-rede; oligotrófico; poluição.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )