SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30Comparando ambientes lacustres: a importância do tipo de habitat na estrutura de peixesAbordagem de estudo e passo a passo para o desenvolvimento de um índice multimétrico baseado em peixes para reservatórios: apresentação de um estudo de caso de um sistema neotropical em cascata índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Acta Limnologica Brasiliensia

versão impressa ISSN 0102-6712versão On-line ISSN 2179-975X

Resumo

SILVA, Erika dos Santos; ROCHA, Odete  e  SANTOS-WISNIEWSKI, Maria José dos. Migração vertical diurna de Cladocera em um compartimento de um reservatório tropical. Acta Limnol. Bras. [online]. 2018, vol.30, e304.  Epub 14-Nov-2018. ISSN 0102-6712.  http://dx.doi.org/10.1590/s2179-975x13517.

Objetivo

Este estudo procura analisar o padrão de migração vertical das espécies de Cladocera e relacionar com os parâmetros físicos e químicos da água.

Métodos

As amostragens foram realizadas em intervalos de três horas por um período de 24 h no dia 15 de janeiro de 2014 no compartimento do rio Sapucaí, reservatório de Furnas, Minas Gerais, Brasil. Estas amostras foram coletadas em cinco profundidades, da superfície ao fundo (0, 2, 4, 6, 8 e 9 m), totalizando 54 amostragens para cada variável limnológica (temperatura, pH, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica, teor de clorofila-a, índice de estado trófico, transparência da água e Cladocera). As amostragens foram realizadas na região limnética em um ponto com profundidade total de 9 metros.

Resultados

As estratificações térmicas e químicas da coluna de água e as ocorrências da termoclina foram registradas no meio do dia. Entre as 14 espécies de Cladocera, apenas Ceriodaphnia cornuta e C. silvestrii apresentaram um padrão de migração significativo, principalmente relacionado às concentrações de clorofila a e oxigênio dissolvido. Diaphanosoma birgei e D. spinulosum foram encontrados em altas densidades na superfície e meio da coluna d'água. A migração de Diaphanosoma spp foi diretamente relacionada à concentração de clorofila a e pH, que atuaram como um fator limitante. A alimentação em altas temperaturas na camada superficial e a assimilação nas camadas mais profundas podem conferir vantagens metabólicas às espécies migratórias verticais.

Conclusões

Neste estudo, um padrão bem definido de migração vertical foi encontrado para duas espécies de Cladocera e suas possíveis causas foram hipotetizadas. Para espécies com menor capacidade locomotora, as estratificações térmicas e químicas da água podem ter atuado como uma barreira à migração e distribuição através da coluna d'água. Este padrão pode provavelmente ser encontrado para espécies zooplanctônicas em outros compartimentos do reservatório de Furnas, com propriedades físicas e químicas semelhantes.

Palavras-chave : variação nictemeral; zooplâncton; Furnas; estratificação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )