SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número45História da educação da criança pela família no século 19: fontes para uma escritaMedidas de controle da circulação do livro didático para o ensino de leitura e escrita em São Paulo: atuação da commissão revisora de 1918 índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


História da Educação

versão On-line ISSN 2236-3459

Resumo

FILGUEIRAS, Juliana Miranda. As políticas para o livro didático durante a ditadura militar: a Colted e a Fename. Hist. Educ. [online]. 2015, vol.19, n.45, pp.85-102. ISSN 2236-3459.  http://dx.doi.org/10.1590/2236-3459/44800.

Neste artigo se analisa a constituição e realizações da Comissão do Livro Técnico e do Livro Didático e da Fundação Nacional do Material Escolar. Os dois órgãos foram criados pelo MEC nos anos 1960, mas possuíam diretrizes diferentes para os livros didáticos. Enquanto a Colted tinha o objetivo de estimular a expansão da indústria do livro, a Fename deveria produzir materiais didáticos para distribuição ou venda a preço de custo. O estudo revelou que a criação dos órgãos respondiam aos debates sobre a urgência de se organizar a expansão do ensino, com o crescimento do público escolar e o consequente problema do livro didático. As políticas seguiam ainda as orientações da Unesco, que indicavam o incentivo à produção de manuais pelas editoras privadas, além da assistência aos estudantes carentes.

Palavras-chave : livro didático; Fename; Colted.

        · resumo em Inglês | Espanhol | Francês | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )