SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número47MEMÓRIAS DO LADO DIVERTIDO DA ESCOLA PRIMÁRIA PORTUGUESAOS CAMINHOS DO SÍNODO DE MISSOURI NO RIO GRANDE DO SUL: EDUCAÇÃO E RELIGIOSIDADE (1900-1910) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


História da Educação

versão impressa ISSN 1414-3518versão On-line ISSN 2236-3459

Resumo

MENDONCA, Mariana. COMO RESOLVER O PROBLEMA DA UNIVERSIDADE: NOVOS DIAGNÓSTICOS E MUDANÇAS NA AGENDA POLÍTICA DURANTE O ONGANIATO (1966-1970). Hist. Educ. [online]. 2015, vol.19, n.47, pp.229-248. ISSN 1414-3518.  http://dx.doi.org/10.1590/2236-3459/51311.

Neste trabalho nos propomos a considerar o diagnóstico feito pelo Setor de Educação do Conselho Nacional de Desenvolvimento - Conade - durante os anos 1960 e do impacto que teve sobre as políticas universitárias durante o governo de Onganía. Após uma primeira fase de repressão, o chamado problema universitário deixou de estar relacionado com a política de radicalização dos estudantes. Junto com uma série de relatórios de organismos oficiais e não oficiais, a questão passou a ser considerada em estreita relação com as idéias de desenvolvimento, com foco na organização e funcionamento da universidade e na sua incapacidade de tratar da massificação do acesso, o que se expressava na alta taxa de desistência e, conseqüentemente, nos maus resultados na formação de recursos humanos.

Palavras-chave : universidade; ditadura; diagnostico; desenvolvimento.

        · resumo em Espanhol | Inglês | Francês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )