SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número2A tribo Dalbergieae (Leguminosae - Papilionoideae) em um trecho de Floresta Estacional Semidecidual das Terras Baixas, João Pessoa, Estado da Paraíba, BrasilBriófitas do Parque Estadual de Campos do Jordão, Estado de São Paulo, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Hoehnea

versão impressa ISSN 0073-2877versão On-line ISSN 2236-8906

Resumo

GRISI, Patrícia Umeda et al. Desenvolvimento inicial ex situ da plântula de Hymenaea courbaril L. (Fabaceae): uma fase crucial para preservar a espécie. Hoehnea [online]. 2019, vol.46, n.2, e742018.  Epub 19-Ago-2019. ISSN 0073-2877.  https://doi.org/10.1590/2236-8906-74/2018.

Hymenaea courbaril L. é uma importante espécie Neotropical, que aparece com baixa densidade populacional, restrita a fragmentos de florestas semidecíduas, com baixa mortalidade e baixo recrutamento. Assim, algumas questões orientaram os objetivos deste trabalho, incluindo a capacidade de sementes armazenadas para formar mudas normais. Sementes coletadas de dez plantas-mãe na região do cerrado brasileiro e armazenadas durante três anos foram mecanicamente escarificadas, semeadas e analisadas durante 43 dias. Foi observada variabilidade intraespecífica para teor de água, biometria das sementes e para o processo de emergência. A emergência das plântulas variou de 19 a 92%. Nove fases de desenvolvimento foram observadas. Cerca de 91% das mudas alcançou sua autotrofia e isso representa o sucesso da amostra. O restante das plântulas apresentou morfologia atípica. Isto significa que é possível armazenar as sementes com o propósito de obter plântulas para cultivo ex situ. O grande consumo das reservas cotiledonares ocorreu no período que marca o alinhamento de cotilédones com o hipocótilo, durante as fases 1 a 4. Para esta espécie, se as sementes forem escarificadas, os primeiros 40 dias após a semeadura são essenciais para o estabelecimento das plântulas. Após esse tempo, os cotilédones caem e esse sinal é um bom ponto de referência para projetos de restauração, pois ele indica que a planta jovem está autônoma.

Palavras-chave : alocação de recursos; emergência de plântulas; espécies arbóreas do cerrado; espécies florestais; jatobá.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )