SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue2View of the Public Health System users regarding proctology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • On index processCited by Google
  • Have no similar articlesSimilars in SciELO
  • On index processSimilars in Google

Share


Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363

Abstract

RABELO, Fernanda Elias Ferreira et al. Multimodal treatment of peritoneal malignancies - results of the implantation in a tertiary hospital. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2012, vol.32, n.2, pp. 106-112. ISSN 2237-9363.  http://dx.doi.org/10.1590/S2237-93632012000200002.

INTRODUÇÃO: A carcinomatose peritoneal é uma condição que pode estar presente na história natural do câncer colorretal e de algumas outras neoplasias, como o pseudomixoma peritoneal, sendo associada com um prognóstico desfavorável. O tratamento oferecido aos pacientes portadores dessa condição, até recentemente, era a quimioterapia sistêmica ou apenas os cuidados paliativos para aliviar a dor e o sofrimento causados pela disseminação peritoneal de determinadas neoplasias. Resultados promissores, no entanto, têm sido relatados após a implementação da cirurgia citorredutora radical, seguida da quimioterapia hipertérmica intraperitoneal per-operatória. OBJETIVO: Avaliar os resultados da cirurgia citorredutora e da quimioterapia intraperitoneal hipertérmica per-operatória (HIPEC) em pacientes portadores da carcinomatose peritoneal, secundária ao câncer colorretal e ao pseudomixoma peritoneal. RESULTADOS: Foram avaliados, retrospectivamente, 24 pacientes de 2004 a 2011. A idade média foi de 51,31 anos, 54% eram do sexo feminino. O diagnóstico primário em 50,01% dos casos foi de pseudomixoma peritoneal, 41,66% de câncer de cólon e 8,33% de mesotelioma. A taxa de complicação global girou em torno de 83%, sendo que dois pacientes (8%) evoluíram para o óbito no pós-operatório, entre 8 e 30 dias. Houve associação entre o índice de carcinomatose peritoneal (PCI) e o tempo operatório. A sobrevida em um ano, no grupo analisado, foi de 60% para o câncer de cólon e de 78,5% para o pseudomixoma. A sobrevida global foi de 50% em 3 anos CONCLUSÃO: A cirurgia citorredutora combinada com a HIPEC é uma opção de tratamento para pacientes com carcinomatose peritoneal originária de câncer colorretal e de pseudomixoma. A despeito de uma alta taxa de complicação per-operatória (83%) foi possível alcançar uma sobrevida superior a do tratamento convencional relatado na literatura.

Keywords : câncer colorretal; quimioterapia; pseudomixoma peritoneal; cirurgia; peritônio.

        · abstract in English     · text in English     · English (pdf) English (epdf)