SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue2View of the Public Health System users regarding proctology author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363

Abstract

RABELO, Fernanda Elias Ferreira et al. Multimodal treatment of peritoneal malignancies - results of the implantation in a tertiary hospital. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2012, vol.32, n.2, pp. 106-112. ISSN 2237-9363.  http://dx.doi.org/10.1590/S2237-93632012000200002.

INTRODUÇÃO: A carcinomatose peritoneal é uma condição que pode estar presente na história natural do câncer colorretal e de algumas outras neoplasias, como o pseudomixoma peritoneal, sendo associada com um prognóstico desfavorável. O tratamento oferecido aos pacientes portadores dessa condição, até recentemente, era a quimioterapia sistêmica ou apenas os cuidados paliativos para aliviar a dor e o sofrimento causados pela disseminação peritoneal de determinadas neoplasias. Resultados promissores, no entanto, têm sido relatados após a implementação da cirurgia citorredutora radical, seguida da quimioterapia hipertérmica intraperitoneal per-operatória. OBJETIVO: Avaliar os resultados da cirurgia citorredutora e da quimioterapia intraperitoneal hipertérmica per-operatória (HIPEC) em pacientes portadores da carcinomatose peritoneal, secundária ao câncer colorretal e ao pseudomixoma peritoneal. RESULTADOS: Foram avaliados, retrospectivamente, 24 pacientes de 2004 a 2011. A idade média foi de 51,31 anos, 54% eram do sexo feminino. O diagnóstico primário em 50,01% dos casos foi de pseudomixoma peritoneal, 41,66% de câncer de cólon e 8,33% de mesotelioma. A taxa de complicação global girou em torno de 83%, sendo que dois pacientes (8%) evoluíram para o óbito no pós-operatório, entre 8 e 30 dias. Houve associação entre o índice de carcinomatose peritoneal (PCI) e o tempo operatório. A sobrevida em um ano, no grupo analisado, foi de 60% para o câncer de cólon e de 78,5% para o pseudomixoma. A sobrevida global foi de 50% em 3 anos CONCLUSÃO: A cirurgia citorredutora combinada com a HIPEC é uma opção de tratamento para pacientes com carcinomatose peritoneal originária de câncer colorretal e de pseudomixoma. A despeito de uma alta taxa de complicação per-operatória (83%) foi possível alcançar uma sobrevida superior a do tratamento convencional relatado na literatura.

Keywords : câncer colorretal; quimioterapia; pseudomixoma peritoneal; cirurgia; peritônio.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English