SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue2Laparoscopic colorectal surgery: what to expect from an initial experienceLaparoscopic total pelvic exenteration and perineal amputation with wet colostomy. A case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363

Abstract

PAULA, Maria Angela Boccara de; TAKAHASHI, Renata Ferreira  and  PAULA, Pedro Roberto de. Experiencing sexuality after intestinal stoma. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2012, vol.32, n.2, pp. 163-174. ISSN 2237-9363.  http://dx.doi.org/10.1590/S2237-93632012000200012.

OBJETIVO: Identificar as Representações Sociais (RS) da pessoa estomizada intestinal sobre vivência da sexualidade após confecção do estoma. MÉTODOS: Estudo exploratório, descritivo, qualitativo do ponto de vista do referencial da Representação Social. Participaram 15 estomizados, sendo 8 mulheres, com idade média de 57,9 anos, entre agosto e setembro de 2005. Dados obtidos por entrevistas, transcritas, foram submetidos à análise de conteúdo, originando a unidade temática "Ressignificando a sexualidade" e subtemas. RESULTADOS: Demonstrou-se que o estoma intestinal interfere na dinâmica da vivência da sexualidade, desvelando que os significados a ela atribuídos estão ancorados nas histórias individuais de vida, na qualidade das relações pessoais/conjugais estabelecidas na prática e na percepção da sexualidade, apesar do estoma. CONCLUSÕES: Representações Sociais sobre vivência da sexualidade após estoma estão ancoradas nos significados atribuídos ao corpo, veiculadas no cotidiano e presentes no imaginário social. É influenciada por outros fatores, como alterações fisiológicas decorrentes do ato cirúrgico e da existência de parceiro. Cuidados adotados nas práticas sexuais propiciam maior segurança e conforto nos momentos de intimidade, tornando-as mais próximas daquilo que vivenciavam antes do estoma. A autoirrigação, associada ou não ao oclusor, constituiu estratégia facilitadora para melhor aceitação do estoma, sendo essencial para vida sexual mais prazerosa. A assistência à pessoa estomizada deve ser integral, não se limitando apenas à doença e ao cuidado técnico, que são importantes, mas não únicos. O trabalho interdisciplinar da equipe de saúde deve vislumbrar a pessoa em sua totalidade, buscando real encontro entre sujeitos.

Keywords : colostomia; sexualidade; subjetividade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English