SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue3Clinical-pathological and p53 protein expression study in dysplasia associated with ulcerative colitis,Transanal minimally invasive surgery (TAMIS) for local excision of selected rectal neoplasms: efficacy and outcomes in the first 11 patients author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363On-line version ISSN 2317-6423

Abstract

BARCELOS, Ivan Folchini de et al. Fatores de risco para recorrência endoscópica pós-operatória na doença de Crohn: um estudo observacional brasileiro. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2014, vol.34, n.3, pp.141-147. ISSN 2317-6423.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jcol.2014.05.003.

Introdução:

Recorrência endoscópica pós-operatória (REP) é evento inicial após ressecções intestinais na doença de Crohn (DC) e grande parte dos pacientes progride com sintomas e complicações relacionados à doença em alguns anos. A identificação dos fatores de risco para REP pode auxiliar na otimização da terapia pós-operatória e contribuir para sua prevenção.

Método:

Estudo retrospectivo, longitudinal, multicêntrico e observacional, realizado com pacientes portadores de DC, submetidos à ressecção ileocólica. Os pacientes foram alocados em dois grupos de acordo com a presença de REP e as variáveis de interesse foram analisadas a fim de se identificar os fatores associados à recorrência.

Resultados:

Oitenta e cinco pacientes foram incluídos no estudo. O tempo médio da primeira colonoscopia pós-operatória foi de 12,8 (3-120) meses e REP foi observada em 28 pacientes (32,9%). Não houve diferença estatística entre os grupos em relação a gênero, média de idade, duração da DC, história familiar, ressecção intestinal prévia, tabagismo, classificação de Montreal, transfusão sanguínea, DC residual, técnica cirúrgica, complicações pós-operatórias, presença de granuloma, extensão do espécime e utilização de biológicos após a cirurgia. O uso pré-operatório de corticosteroides foi a única variável que apresentou significativa diferença na análise univariada, sendo mais frequente nos pacientes que apresentaram REP (42.8% vs. 21%, p = 0.044).

Conclusões:

REP foi observada em 32.9% dos pacientes. A utilização pré-operatória de corticosteroides foi o único fator associado à REP nesta análise observacional.

Keywords : Doença de Crohn; Recorrência; Fatores de risco.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )