SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue2A novel approach to lower rectal anastomosis: technique innovation and the preliminary report of twenty casesTherapeutic itinerary of colorectal cancer patients treated in the state of Rio Grande do Sul author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363On-line version ISSN 2317-6423

Abstract

CORREA NETO, Isaac José Felippe et al. Análise retrospectiva de exames eletivos de retossigmoidoscopia rígida realizadas no serviço de residência médica de Coloproctologia no Hospital Santa Marcelina. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2016, vol.36, n.2, pp.86-90. ISSN 2237-9363.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jcol.2016.03.007.

Introdução

O exame proctológico, apesar de profundamente íntimo e de lidar com área do corpo na qual imperam preconceitos, tabus e constrangimento, podendo inclusive relacionar-se a traumas prévios, é de suma importância para a investigação de pacientes com sintomas que predizem patologias associadas ao cólon distal, reto e ânus.

Objetivos

Analisar todos os casos de retossigmoidoscopias rígidas realizadas de forma agendada pelo serviço de Coloproctologia do Hospital Santa Marcelina em 8 de seus 10 anos de residência médica na especialidade.

Materiais e métodos

Analisou-se a média de idade, distribuição por sexo, altura de alcance do aparelho em relação à borda anal, percentagem de exames anormais com estratificação quando realizado ou não a anuscopia e retossigmoidoscopia e as principais doenças detectadas.

Resultados

Foram avaliadas 844 retossigmoidoscopias rígidas realizadas pelo serviço de Coloproctologia do Hospital santa Marcelina, de forma agendada, entre setembro de 2006 e agosto de 2014. A distribuição foi semelhante entre os sexos e a média de idade foi de 51,2 anos.

Com relação à altura em relação à borda anal, estratificou-se esses valores em maior que 15 cm, entre 10 e 15 cm da borda anal e alcance inferior a 10 cm da borda anal. Em 692 exames foi possível alcance superior a 15 cm da borda anal (82% das RR), em 94 (11,1%) entre 10 e 15 cm, e em 58 (6,9%) exames, abaixo de 10 cm.

Conclusão

Verificou-se em nosso estudo que o exame proctológico e a retossigmoidoscopia rígida são mandatório em casos de sintomatologia que assim o necessitem.

Keywords : Exame proctológico; Retossigmoidoscopia rígida; Diagnóstico.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )