SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue4The COVID-19 Pandemic and changes in adult Brazilian lifestyles: a cross-sectional study, 2020International collaboration networks for the surveillance of congenital anomalies: a narrative review author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Epidemiologia e Serviços de Saúde

Print version ISSN 1679-4974On-line version ISSN 2237-9622

Abstract

ARAUJO, Tânia Aparecida de et al. Condições de saúde e mudança de peso de idosos em dez anos do Estudo SABE. Epidemiol. Serv. Saúde [online]. 2020, vol.29, n.4, e2020102.  Epub Sep 25, 2020. ISSN 2237-9622.  https://doi.org/10.1590/s1679-49742020000400012.

Objetivo

Analisar a relação das condições de saúde com a mudança de peso entre idosos em um período de dez anos em São Paulo/SP.

Métodos

Estudo longitudinal que acompanhou (2000-baseline, 2006 e 2010) a mudança do peso corporal (variável desfecho) e condições de saúde associadas (variáveis de exposição) em idosos (n=571); análises de regressão logística multinomial foram empregadas.

Resultados

O aumento médio de peso no período foi de 29,0%. Perderam peso 34,0% (2006) e 12,5% (2010); e ganharam peso 18,2% (2006) e 39,9% (2010). A prevalência de doenças crônicas aumentou de 34,1% (2000) para 51,9% (2006) e 60,1% (2010). Idosos com aumento de peso avaliaram pior sua saúde geral em 2006 (RR:3,15; IC95% 1,21;8,17) e 2010 (RR:2,46; IC95% 1,02;5,94). Maior número de doenças (RR:2,12; IC95% 1,00;4,46) e internações (RR:3,50; IC95% 1,40;8,72) associaram-se a diminuição de peso em 2010.

Conclusão

Mudanças de peso estão relacionadas a um pior estado de saúde entre idosos.

Keywords : Envelhecimento; Mudança de Peso Corporal; Doença Crônica; Estado Nutricional; Estudos Longitudinais.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )