SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 número3COM, CONTRA E PARA ALÉM DE CHARLES TILLY: MUDANÇAS TEÓRICAS NO ESTUDO DAS AÇÕES COLETIVAS E DOS MOVIMENTOS SOCIAISO ERRO COMO MEIO DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO: MAX WEBER E A ENTWICKLUNGSGESCHICHTE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sociologia & Antropologia

versão impressa ISSN 2236-7527versão On-line ISSN 2238-3875

Resumo

IVO, Anete B. L.. A INVENÇÃO DO "SOCIAL" E A NORMATIVIDADE DAS CIÊNCIAS SOCIAIS: DILEMAS CLÁSSICOS E TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS. Sociol. Antropol. [online]. 2012, vol.2, n.3, pp.69-101. ISSN 2238-3875.  https://doi.org/10.1590/2238-38752012v234.

O artigo discute as relações entre a sociologia e a questão social, explorando a dimensão cultural da ciência na organização da sociedade, na modernidade, na qual a sociologia é produto e produtora desta ordem. O artigo se estrutura em três partes: a primeira analisa a invenção da propriedade social do Estado na proteção social. A segunda contrapõe o homo sociologicus ao homo Œconomicus, analisando a pauperização, como o fenômeno sobre o qual se constrói a crítica ao utilitarismo. A terceira apresenta três matrizes paradigmáticas sobre a pobreza na sociedade da abundância (Tocqueville, Marx & Engels, e Simmel). Na conclusão apresenta três paradigmas (o do contrato, do direito e da dádiva), que tentam refundar a proteção social de uma perspectiva do direito incondicional de todos os cidadãos a uma renda mínima universal.

Palavras-chave : Teoria social; Normatividade das ciências sociais; Questão social; Utilitarismo; Pobreza.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )