SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número3GERENCIALISMO E PÓS-GERENCIALISMO: EM BUSCA DE UMA NOVA IMAGINAÇÃO PARA AS POLÍTICAS EDUCACIONAIS NO BRASILO MANUSCRITO INÉDITO “SÍNCOPA” DE MÁRIO DE ANDRADE E SUA BIBLIOTECA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Sociologia & Antropologia

versão impressa ISSN 2236-7527versão On-line ISSN 2238-3875

Resumo

MACHADO, Jorge  e  MISKOLCI, Richard. DAS JORNADAS DE JUNHO À CRUZADA MORAL: O PAPEL DAS REDES SOCIAIS NA POLARIZAÇÃO POLÍTICA BRASILEIRA. Sociol. Antropol. [online]. 2019, vol.9, n.3, pp.945-970.  Epub 20-Dez-2019. ISSN 2238-3875.  https://doi.org/10.1590/2238-38752019v9310.

O objetivo deste texto é compreender o papel desempenhado pelas redes sociais na polarização política. Na perspectiva da moldagem social da tecnologia, desenvolve uma análise sociológica e histórica das características da sociabilidade por meio de plataformas num contexto de uso individualizado de dispositivos de conexão. Os protestos de 2013 são tomados como ponto de inflexão a partir do qual disputas políticas passaram a se dar por meio de uma gramática moral. O artigo analisa como a concentração do uso da internet em poucas plataformas afetou as comunicações que antes eram mediadas pelas pessoas em diferentes contextos, unificando-as de forma a acentuar oposições binárias e a formação de consensos polarizados.

Palavras-chave : Jornadas de Junho; polarização política; internet; redes sociais e disputas morais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )