SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue5Palliative care, amyotrophic lateral sclerosis, and swallowing: a case studyImpact of levodopa treatment in the voice pattern of Parkinson’s disease patients: a systematic review and meta-analysis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


CoDAS

On-line version ISSN 2317-1782

Abstract

SILVA, Liliane Aparecida Fagundes; KIM, Chong Ae  and  MATAS, Carla Gentile. Características da avaliação auditiva na síndrome de Williams: revisão sistemática. CoDAS [online]. 2018, vol.30, n.5, e20170267.  Epub Sep 17, 2018. ISSN 2317-1782.  http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20182017267.

Objetivo

Identificar por meio de uma revisão sistemática da literatura quais são as características da avaliação audiológica clínica de indivíduos com síndrome de Williams.

Estratégia de pesquisa

Inicialmente foi determinada a seguinte pergunta de pesquisa: “Quais são as características da avaliação auditiva clínica em indivíduos com síndrome de Williams?”. A partir desta, foi realizado um levantamento bibliográfico em 4 bases de dados, utilizando-se dos seguintes descritores: síndrome de Williams (Williams syndrome), perda auditiva (hearing loss) e audiologia (audiology).

Critérios de seleção

Foram selecionados artigos com nível de evidência 1 ou 2, publicados na íntegra nos idiomas português brasileiro ou inglês.

Análise dos dados

Foram analisados os resultados obtidos nos testes auditivos utilizados na rotina clínica, incluindo: imitanciometria, audiometria tonal, emissões otoacústicas e potencial evocado auditivo de tronco encefálico.

Resultados

209 estudos foram encontrados, porém apenas 12 contemplaram os critérios de inclusão para o estudo. Foi possível observar prevalência de curva timpanométrica do tipo A, que pode ocorrer juntamente com ausência de reflexos acústicos, perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado acometendo principalmente as frequências altas, emissões otoacústicas ausentes ou de menor amplitude e potencial evocado auditivo de tronco encefálico sem alteração retrococlear.

Conclusão

O comprometimento coclear é comum em indivíduos com síndrome de Williams e as principais alterações na avaliação auditiva nesta população são a ausência das emissões otoacústicas e dos reflexos acústicos bem como a presença de perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado principalmente nas frequências altas na audiometria tonal.

Keywords : Síndrome de Williams; Perda Auditiva; Cóclea; Audiologia; Audição.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )