SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número5Percepção quanto à qualidade do cuidado de usuários da Rede de Cuidados à Pessoa com DeficiênciaValidação de conteúdo e confiabilidade do Protocolo de Avaliação dos Distúrbios Adquiridos de Fala em Indivíduos com Doença de Parkinson (PADAF) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


CoDAS

versão On-line ISSN 2317-1782

Resumo

PEDRETT, Mariana dos Santos  e  COSTA, Maria Beatriz Pedrett. Aplicação da Escala RDLS para caracterização do perfil da linguagem oral de crianças usuárias de implante coclear. CoDAS [online]. 2019, vol.31, n.5, e20180158.  Epub 24-Out-2019. ISSN 2317-1782.  http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20192018158.

Objetivo

Analisar e caracterizar a linguagem oral de um grupo de crianças, participantes de um programa de reabilitação auditiva, usuárias de implante coclear (IC) há, no mínimo, cinco anos, com base nas habilidades de linguagem receptiva e expressiva, mensuradas por meio da Escala de Compreensão Verbal da RDLS.

Método

Estudo prospectivo transversal, no qual foram avaliadas seis crianças, com idade entre 8 e 11 anos, surdez profunda sensorioneural bilateral, cuja média de tempo de uso de IC foi de, no mínimo, cinco anos. Utilizou-se como instrumento a Escala RDLS, uma versão brasileira da escala americana conhecida como Reynell Developmental Language Scales (RDLS). É composto das Escalas de Compreensão e de Expressão, além das Subescalas Estrutura, Vocabulário e Conteúdo.

Resultados

As habilidades de nomeação apresentaram-se evidentemente melhores em comparação às habilidades que envolveram funções pragmáticas de linguagem, demonstradas nas Subescalas de Conteúdo e Estrutura, como a descrição de uma figura com elaboração de sentenças mais longas ou a organização sintática comparada à identificação de objetos, palavras e figuras.

Conclusão

Não houve discrepâncias significativas entre a Escala de Compreensão em relação à Escala de Expressão Verbal, no entanto nota-se que, em estruturas mais complexas, como reconhecimento de frases, os desempenhos foram mais baixos do que no reconhecimento de palavras. Tais resultados implicam possíveis implementações de programas educacionais e de reabilitação para crianças com IC.

Palavras-chave : Audição; Implante Coclear; Reabilitação; Linguagem; Surdez.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )