SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número3Diagênese dos arenitos da Tectonossequência Rifte na Bacia do Araripe, NE do BrasilA colagem Brasiliana na América do Sul: uma revisão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Geology

versão impressa ISSN 2317-4889

Resumo

LOURENZI, Priscila dos Santos  e  KALKREUTH, Wolfgang. O potencial de geração CBM (Coalbed Methane) na jazida Sul Catarinense: 1. Características petrográficas e químicas das camadas de carvão da Formação Rio Bonito, Permiano da Bacia do Paraná. Braz. J. Geol. [online]. 2014, vol.44, n.3, pp.471-491. ISSN 2317-4889.  http://dx.doi.org/10.5327/Z2317-4889201400030009.

Atualmente, o CBM representa uma importante fonte de energia alternativa. A mais importante sucessão sedimentar portadora de carvão no Brasil ocorre na Bacia do Paraná, com as maiores reservas localizadas nas jazidas do RS e de SC. Este trabalho tem por objetivo analisar as características químicas e petrográficas das camadas de carvão de três poços, realizados recentemente na jazida Sul Catarinense (SC) nos municípios de Treviso e Araranguá, com o intuito de avaliar a capacidade de geração de gás metano associado. Foram coletadas amostras de sete camadas de carvão (Barro Branco, Irapuá, A, Bonito Superior, Bonito Inferior, Pré-Bonito Superior e Pré-Bonito Inferior) da Formação Rio Bonito que foram submetidas à análise petrográfica e química. O litotipo carvão fosco bandado (BD) predominou no CBM-SC-2012, e carvão fosco (D), no CBM-SC-2013. Os resultados petrográficos indicaram valores de 0,60 a 1,26 Rrandom (%), classificando o carvão segundo o rank desde betuminoso alto volátil C até betuminoso médio volátil. A análise de macerais mostra variação na composição das camadas, com predomínio de vitrinita e inertinita. Quanto à análise imediata, as amostras variaram de 34,93 a 65,70% em peso de cinza. O poder calorífico varia de 1858,0 a 5074,8 cal/g. O conteúdo de carbono varia de 4,15 a 65,81%, e o enxofre, de 0,22 a 12,43%. De acordo com os parâmetros analisados, as camadas Barro Branco e Irapuá apresentam as condições necessárias para geração e armazenagem de gás natural, enquanto a camada Bonito apresenta baixo potencial devido ao alto conteúdo de matéria mineral.

Palavras-chave : Carvão; gás natural; Formação Rio Bonito.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )