SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número4Relações estratigráficas entre as bacias Colômbia, Sinú Offshore e Sinú-San Jacinto baseadas em estratigrafia sísmicaAspectos texturais do magmatismo e tramas da tectônica impostas ao Granito Chaval na Zona de Cisalhamento Santa Rosa, extremo Noroeste da Província Borborema índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Geology

versão impressa ISSN 2317-4889

Resumo

CRUZ, Rodrigo Fabiano da; PIMENTEL, Márcio Martins; ACCIOLY, Ana Cláudia de Aguiar  e  RODRIGUES, Joseneusa Brilhante. Caracterização geológica e isotópica dos granitos do Domínio Pernambuco-Alagoas Oeste: implicações na evolução crustal da Província Borborema. Braz. J. Geol. [online]. 2014, vol.44, n.4, pp.627-652. ISSN 2317-4889.  http://dx.doi.org/10.5327/Z23174889201400040008.

O Domínio Pernambuco-Alagoas ao Oeste é um complexo domínio tectônico na parte Sul da Província Borborema Neoproterozoica. Faz fronteira com a margem Norte do Cráton de São Francisco. Dados U-Pb e Sm-Nd deste trabalho mostram que, no Domínio Pernambuco-Alagoas Oeste, grandes volumes de rochas graníticas de várias idades, relacionados a diferentes eventos tectônicos, são reconhecidos. O Evento Cariris Velhos é representado pelos ortognaisses Lobo (974 ± 8 Ma) e Rocinha (956 ± 2 Ma); enquanto que o Ortognaisse Fulgêncio (1.996 ± 8 Ma), o Complexo Gnáissico-migmatítico Riacho Seco (1.992 ± 27 Ma) e ortognaisse do Complexo Entremontes (2.734 ± 11 Ma) representam o embasamento Paleoproterozoico e Arqueano. Seis grupos de granitoides são reconhecidos: Brasilianos (Ediacarano-Criogeniano), com idades modelo do Meso ao Paleoproterozoico; Cariris Velhos (Toniano), apresentando idades modelo mesoproterozoicas; paleoproterozoicos do Domínio Pernambuco-Alagoas, com idades modelo do Neoarqueano ao Paleoproterozoico; paleoproterozoicos do Núcleo Riacho Seco, representado por complexo gnáissico-migmatítico homônimo, com idades modelo arqueanas; arqueanos representadas pelas rochas do Complexo Entremontes; e granitoides do Cráton São Francisco, exibindo idades modelo do Arqueano ao Paleoproterozoico. Destacam-se entre os novos dados obtidos a idade paleoproterozoica do Complexo Gnáissico-migmatítico de Riacho Seco, formado pela retrabalhamento de rochas arqueanas. Os novos dados revelaram a presença de inliers de embasamento Arqueano e Paleoproterozoico e um grande volume de granitoides Cariris Velhos no Domínio Pernambuco-Alagoas Oeste. Portanto, o orógeno envolveu retrabalhamento de blocos mais antigos, possivelmente incluindo partes do Cráton São Francisco-Congo.

Palavras-chave : Orógeno Neoproterozoico; Geocronologia U-Pb; Isótopos de Sm-Nd; Complexo Entremontes; Núcleo Riacho Seco; Ortognaisse Fulgêncio.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )