SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número3Diadococinesia oral e função mastigatória em idosos saudáveis índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Audiology - Communication Research

versão On-line ISSN 2317-6431

Resumo

MEDEIROS, Andréa Monteiro Correia; BATISTA, Bruna Gonçalves  e  BARRETO, Ikaro Daniel de Carvalho. Aleitamento materno e aspectos fonoaudiológicos: conhecimento e aceitação de mães de uma maternidade. Audiol., Commun. Res. [online]. 2015, vol.20, n.3, pp.183-190. ISSN 2317-6431.  https://doi.org/10.1590/2317-6431-ACR-2015-1565.

Objetivo

Investigar o conhecimento de mães sobre aleitamento materno e aspectos fonoaudiológicos, comparando mães internadas na Unidade Canguru e no Alojamento Conjunto, considerando tempo de internação; e verificar a aceitação sobre a intervenção grupal realizada.

Métodos

Estudo intervencionista e comparativo, com 163 mães de uma maternidade pública. As mães foram divididas em dois grupos (G1 e G2), conforme o tipo de internação (Unidade Canguru ou Alojamento Conjunto). Foi realizado o teste de assertividade com as mães, enfocando aspectos de aleitamento materno, linguagem, motricidade orofacial/fala e audição. Para caracterizar as afirmativas e comparar o conhecimento entre os grupos, foram aplicados, respectivamente, o modelo unidimensional de três parâmetros de Birnbaum, baseado na teoria de resposta ao item e o teste de Mann-Whitney, para nível de conhecimento estimado, com p<0,05. Foram realizadas orientações e aplicado o teste de aceitabilidade, considerando-se bem aceito valores ≥85%.

Resultados

Quanto à assertividade, o maior percentual de acertos foi em linguagem (98% do G1 e 95% do G2), seguido de motricidade orofacial/fala (72% de ambos os grupos), aleitamento materno (45% do G1 e 39% do G2) e audição (36% do G1 e 30% do G2). Não houve diferença entre tempo de internação e conhecimento desses aspectos abordados. Em aceitabilidade, o índice foi 97%.

Conclusão

A atividade de educação em saúde proporcionou acesso à informação, independente do tempo e tipo de internação dos sujeitos envolvidos. A boa aceitabilidade da intervenção permitiu inferir sobre a viabilidade de serem ampliadas práticas dessa natureza no ambiente hospitalar.

Palavras-chave : Alojamento conjunto; Método Canguru; Promoção da saúde; Aleitamento materno; Humanização da assistência; Fonoaudiologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )