SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22Tempo de trânsito oral e lateralidade da lesão cerebral no acidente vascular encefálicoInfluência das consoantes de alta e baixa pressão intraoral sobre a nasalidade e nasalância da fala em pacientes com fissura de palato reparada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Audiology - Communication Research

versão On-line ISSN 2317-6431

Resumo

MEDEIROS, Andréa Monteiro Correia et al. Acompanhamento fonoaudiológico do aleitamento materno em recém-nascidos nas primeiras horas de vida. Audiol., Commun. Res. [online]. 2017, vol.22, e1856.  Epub 27-Nov-2017. ISSN 2317-6431.  https://doi.org/10.1590/2317-6431-2017-1856.

Introdução

A fonoaudiologia tem assumido importante papel junto ao aleitamento materno.

Objetivo

Verificar a situação do aleitamento materno, considerando aspectos da díade mãe-recém-nascido, de acordo com tempo de vida do recém-nascido, mediante intervenção fonoaudiológica.

Métodos

Estudo realizado de maio de 2015 a setembro de 2016, com 166 díades mãe-recém-nascido, durante a situação do aleitamento materno, em uma maternidade pública de alto risco do estado de Sergipe. Foi utilizado protocolo específico, registrando-se aspectos anatômicos de bicos e mamas maternos, estado comportamental, padrão de pega e sucção dos recém-nascidos e postura das díades, para descrever a situação de aleitamento materno, nos três diferentes momentos: Momento 1 (linha de base); Momento 2 (intervenção fonoaudiológica); Momento 3 (acompanhamento). As análises foram descritas por meio de frequências simples e percentuais, utilizando o teste de Mantel-Haenzsel (M-H) e o teste da razão de verossimilhança (TRV), adotando nível de significância de 5%.

Resultados

Em relação ao efeito da intervenção fonoaudiológica, houve diferença significativa quanto aos parâmetros maternos, para situação das mamas (ingurgitamento). Nos parâmetros envolvendo os recém-nascidos, houve diferenças significativas, com melhora no padrão de pega, quanto aos seguintes aspectos: não abocanha somente o bico, abocanha parte da aréola, pega efetiva e consegue manter a pega. Quanto aos aspectos posturais da díade, houve diferenças significativas quanto à cabeça do recém-nascido elevada e alinhada e ao contato corporal (“barriga com barriga”).

Conclusão

A intervenção fonoaudiológica junto às díades mães-recém-nascidos, logo nas primeiras horas pós-parto, evidenciou melhora nos parâmetros considerados fundamentais para o sucesso da amamentação, vislumbrando uma prática de educação em saúde junto às puérperas.

Palavras-chave : Aleitamento materno; Fonoaudiologia; Efetividade; Saúde materna; Saúde da criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )