SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22Acoplamento do modelo atmosférico RAMS 6.0/ECHAM 4.1 ao modelo hidrológico SMA/HMS para operação do Reservatório Orós no semiárido brasileiroAnálise de custo-benefício de cenários de operação de reservatórios considerando o hidrograma ambiental para o baixo curso do Rio São Francisco índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


RBRH

versão On-line ISSN 2318-0331

Resumo

BLAINSKI, Éverton; PORRAS, Eileen Andrea Acosta; GARBOSSA, Luis Hamilton Pospissil  e  PINHEIRO, Adilson. Simulação de cenários de uso e ocupação das terras na bacia hidrográfica do Rio Camboriú utilizando o modelo SWAT. RBRH [online]. 2017, vol.22, e33.  Epub 20-Abr-2017. ISSN 2318-0331.  http://dx.doi.org/10.1590/2318-0331.011716110.

As mudanças de paisagem têm sido foco de pesquisas na área ambiental. Nesse contexto, os modelos hidrológicos se destacam como ferramentas para diferentes análises. Nesse trabalho, o objetivo foi utilizar o modelo hidrológico SWAT para simular os impactos das alterações no uso e ocupação das terras da bacia hidrográfica do Rio Camboriú (BHRC) entre os anos de 1957, 1978 e 2012. Os resultados indicaram que SWAT foi eficiente para simulação da vazão e da perda de solo possibilitando a quantificação dos impactos a partir da simulação de cenários. As mudanças na cobertura do solo acarretaram alterações significativas no regime hidrossedimentológico. Para a vazão, os impactos foram maiores nos extremos da curva de permanência. O cenário 2012 se destacou negativamente por apresentar as maiores vazões de pico e as menores vazões em período de estiagem. Para a perda de solo, os maiores valores foram identificados nas sub-bacias com uso predominante para rizicultura e pastagens, o que foi atribuído, fundamentalmente, a alterações da taxa de escoamento superficial e aos fatores relacionados ao uso, manejo do solo e práticas conservacionistas. De maneira geral, a BHRC não apresentou problemas severos de perda de solo, entretanto, as mudanças na paisagem associadas as características edafoclimáticas podem favorecer a degradação do solo, principalmente em anos com elevados volumes de precipitação.

Palavras-chave : Uso e ocupação das terras; Bacia hidrográfica; Cenários hidrológicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )