SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25Modelo alternativo de equação de chuvas intensas obtida a partir da desagregação da chuva diáriaEstimativa dos recursos de água subterrânea do Sistema Aquífero Içá-Solimões na Província Petrolífera de Urucu, Amazônia Central, Brasil, focada no equilíbrio entre disponibilidade e demanda de água índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


RBRH

versão impressa ISSN 1414-381Xversão On-line ISSN 2318-0331

Resumo

TASSINARI, Lucas Camargo da Silva et al. Combinação de abordagens experimental e numérica para determinar as principais características do escoamento sobre turbilhões em vertedouros em degraus. RBRH [online]. 2020, vol.25, e3.  Epub 31-Jan-2020. ISSN 2318-0331.  http://dx.doi.org/10.1590/2318-0331.252020190070.

A abordagem tradicional para a caracterização hidrodinâmica do escoamento sobre vertedouros em degraus é feita através da modelagem física, a qual é suscetível aos efeitos de escala e possui limitações relacionadas ao aparato experimental, espaço físico de laboratório e discretização espacial da obtenção de dados. A fluidodinâmica computacional é uma importante ferramenta de análise dos escoamentos, pois, se utilizada corretamente, apresenta grande potencial de aplicação na engenharia hidráulica. Neste trabalho, foi utilizada fluidodinâmica computacional para modelar o escoamento deslizante sobre turbilhões em um vertedouro em degraus. Buscou-se investigar os efeitos de possíveis erros de medição de pressão devido às incertezas na posição dos medidores dentro dos degraus. O modelo numérico foi validado através de dados de pressão obtidos experimentalmente e dados de velocidade encontrados na literatura. Os resultados mostram que os melhores valores de fração de água (α) que definem a superfície livre são α = 0,30 para a região não aerada e α = 0,10 para a região aerada. Utilizando-se dados experimentais, foram calculados parâmetros estatísticos para estimar pressões extremas. O uso destes parâmetros, em conjunto com os resultados das simulações, permite definir que as pressões extremas positivas ocorrem na região 0,81 < x/l < 0,98 nos patamares e as mínimas na região 0,93 < y/h < 0,98 nos espelhos.

Palavras-chave : Vertedouro em degraus; CFD; Superfície livre; Turbulência; Pressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )