SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.2 issue5Hyposalivation, acidic saliva, decayed teeth and oral yeast prevalence in children with mucopolysaccharidosis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


MedicalExpress

Print version ISSN 2318-8111On-line version ISSN 2358-0429

Abstract

PACIFICI, Gian Maria. FARMACOLOGIA CLÍNICA DA GENTAMICINA EM NEONATOS: MODALIDADES DE USO, TOXICOLOGIA E FARMACOCINÉTICA. MedicalExpress (São Paulo, online) [online]. 2015, vol.2, n.5, M150501. ISSN 2358-0429.  https://doi.org/10.5935/MedicalExpress.2015.05.01.

A gentamicina é antibiótico do grupo dos aminoglicosídeos. Destrói bactérias por inibição de síntese proteica e, em certa medida, por lise do envelope celular. A gentamicina é a droga de primeira escolha por causa de sua atividade confiável e em virtude de longa experiência com seu uso. Em combinação com antibióticos β-lactâmicos é recomendada para o tratamento de septicemia ou pneumonia e é ativa contra P. aeruginosa, Enterobacter, Klebsiella e Serratia. No entanto, a gentamicina é ototóxica e nefrotóxica. A variante genética mitocondrial humana m.1555A > G é tida como importante causa de disfunção auditiva hereditária não-sindrômica e pode causar perda permanente da audição. Até mesmo procedimentos terapêuticos de gentamicina de curta duração em recém-nascidos sadios podem levar a anormalidades da função auditiva. É ativa contra algumas espécies de bactérias apenas em concentrações de pico (> 10 mg/l) que são suficientemente altas para produzirem efeitos tóxicos. A gentamicina deve cair a concentrações mínimas menores que 2 mg/l para evitar efeitos tóxicos. Para produzir efeitos terapêuticos, as concentrações plasmáticas máximas de gentamicina deve variar de 4 a 10 mg/l. Os parâmetros farmacocinéticos variam consideravelmente em lactentes. A meia-vida varia entre 5,4-10,0 horas, o "clearance" varia entre 0,50 e 1,71 ml/h/kg e volume de distribuição de 0,4-0,7 l/kg. Em prematuros a meia-vida é mais longa do que a de crianças nascidas a termo. Por esses motivos, sempre que lactentes são tratadas durante 48 horas ou mais, monitorizar as concentrações séricas de gentamicina é essencial.

Keywords : gentamicina; recém-nascido; nefrotoxicidade; ototoxicidade; farmacocinética; atoxicidade.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )