SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue4Cryoprotectant solutions in star orchid seeds and bamboo orchid conservation in liquid nitrogenBagging to protect calla lily flowers against stingless bee (Trigona spinipes) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ornamental Horticulture

On-line version ISSN 2447-536X

Abstract

VIEIRA, Leandro Marcolino; KRUCHELSKI, Silvano; GOMES, Erik Nunes  and  ZUFFELLATO-RIBAS, Katia Christina. Ácido indolbutírico na propagação de buxinho a partir de estacas caulinares. Ornam. Hortic. [online]. 2018, vol.24, n.4, pp.347-352. ISSN 2447-536X.  http://dx.doi.org/10.14295/oh.v24i4.1185.

Buxus sempervirens L., popularmente conhecido como buxinho, é um arbusto lenhoso amplamente utilizado na jardinagem e paisagismo. Um dos fatores mais importantes para a produção comercial de B. sempervirens é a sua propagação. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito das concentrações de ácido indolbutírico (AIB) no enraizamento adventício de estacas semilenhosas da espécie. Ramos com brotações do ano foram coletados de plantas com aproximadamente 17 anos de idade. As estacas foram confeccionadas com 6 cm de comprimento, contendo 2 folhas na região apical, com corte reto no ápice e corte em bisel na base. A base das estacas foi imersa por 10 segundos em soluções hidroalcoólicas (50% v v-1) com AIB nas concentrações de 0, 1.500, 3.000 e 6.000 mg L-1. As estacas foram avaliadas aos: 64 e 116 dias após o plantio. Foram avaliadas as porcentagens de enraizamento, mortalidade, formação de calos e brotação, número de raízes e comprimento médio das raízes. Na primeira avaliação, aos 64 dias, não se observou porcentagem significativa de enraizamento nas estacas de B. sempervirens, e a formação de calos e brotações não foi significativamente afetada pelos tratamentos. A manutenção das estacas na casa de vegetação por 116 dias proporcionou uma taxa de enraizamento de até 97,5%, não havendo diferença estatística entre os tratamentos. O comprimento das raízes e o número de raízes não diferiram em função dos tratamentos. O período requerido para o enraizamento de estacas de B. sempervirens é de aproximadamente 116 dias. A aplicação de AIB não afeta o enraizamento, sobrevivência e brotação em estacas de B. sempervirens.

Keywords : auxina; Buxus sempervirens L.; enraizamento; propagação vegetativa.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )