SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue4Vase life of floral and vegetative stems of CostaceaeAccelerated aging of Celosia argentea and Celosia cristata seeds author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ornamental Horticulture

On-line version ISSN 2447-536X

Abstract

NASCIMENTO, Talita Oliveira et al. Apresentação secundária de pólen e características florais de Heliconia psittacorum. Ornam. Hortic. [online]. 2018, vol.24, n.4, pp.451-458. ISSN 2447-536X.  http://dx.doi.org/10.14295/oh.v24i4.1227.

A apresentação secundária de pólen consiste em um mecanismo floral onde a apresentação de pólen se dá em outras estruturas florais além da antera, a fim de aumentar a precisão da dispersão do pólen pelos vetores. Este estudo teve como objetivo descrever a dinâmica temporal da apresentação secundária de pólen e as características morfológicas e morfométricas nos estádios de pré-antese e antese, em genótipos oriundos de cinco populações naturais de H. psittacorum, na região centro-oeste do Brasil. Para o estudo das características da morfometria floral foram avaliados comprimento da flor, altura do estigma e da inserção do filamento do estame na pétala. A morfologia floral dos botões em pré-antese e das floresforam avaliadas quanto à presença ou ausência d características como hercogamia, forma da inserção do filamento do estame na pétala, região de pelos estilares e de deposição secundária de pólen. Tratamentos de polinizações controladas, tais como: autopolinização, geitonogamia, polinização cruzada e polinização natural e crescimento do tubo polínico foram realizados. A hercogamia floral e a transferência de pólen para os pelos aderidos na região estilar foram claramente observados durante a antese, constituindo o primeiro registro de ocorrência de apresentação secundária de pólen em Heliconiaceae. O crescimento do tubo polínico foi inibido na região estigmatica, estilete e base do pistilo. O posicionamento dos estames acima do estigma, a viabilidade do pólen e a receptividade do estigma durante a antese de flores de H. psittacorum podem favorecer a autopolinização. A presença de tricomas no estilete auxilia na retenção de grãos de pólen. A baixa taxa de frutificação em polinizações controladas e naturais sugere que a principal forma de propagação de H. psittacorum nas áreas de estudo é baseada na reprodução assexuada.

Keywords : Heliconiaceae; biologia floral; morfologia floral; tricoma estilar; polinização.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )