SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28RELAÇÃO ENTRE TRANSTORNO MENTAL COMUM, NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E ÍNDICE DE MASSA CORPORAL EM MULHERES, ESTUDO DE BASE POPULACIONALCOMPORTAMENTOS OFENSIVOS DIANTE DE DIFERENTES CENÁRIOS DEFENSIVOS NO HANDEBOL A PARTIR DA OPINIÃO DE TREINADORES EXPERIENTES índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Journal of Physical Education

versão On-line ISSN 2448-2455

Resumo

ARAUJO, Karlisson César de Melo et al. EXERCÍCIO RESISTIDO MELHORA A ANSIEDADE E DEPRESSÃO DE MULHERES DE MEIA-IDADE. J. Phys. Educ. [online]. 2017, vol.28, e2820.  Epub 24-Ago-2017. ISSN 2448-2455.  http://dx.doi.org/10.4025/jphyseduc.v28i1.2820.

O estudo comparou níveis de ansiedade e depressão de mulheres treinadas em exercício resistido e de sedentárias. Quarenta mulheres, 20 treinadas (GT) e 20 não treinadas (GC), (GT=56,9±6,6 anos; 27,3±4,8kg/m2), (GC=51,5±5,0 anos; 27,0±7,7 kg/m2) participaram do estudo. As participantes responderam a escala HAD com 14 questões relacionadas aos níveis de ansiedade e depressão. O GC apresentou escores mais elevados de depressão e ansiedade que o GT. Os resultados para ansiedade (GT=5,2±2,7; GC=9,5±4,0) e depressão (GT=4,1±2,6; GC=7,7±4,0) diferiram significativamente (P<0,05) entre os grupos. Pode-se concluir que mulheres de meia idade que participaram de programa de exercícios resistidos apresentaram melhor estado de saúde mental verificados por menores níveis de depressão e ansiedade do que mulheres sedentárias.

Palavras-chave : Exercício resistido; Envelhecimento; Ansiedade; Depressão..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )