SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28PERCEPÇÃO DE QUALIDADE DE SONO E DE VIDA EM ATLETAS PARALÍMPICOS: COMPARAÇÃO ENTRE ATLETAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA E VISUALESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA (ETCC) E ASSIMETRIAS MANUAIS: O EFEITO DA ESTIMULAÇÃO NA DESTREZA MANUAL índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Journal of Physical Education

versão On-line ISSN 2448-2455

Resumo

SANTOS, Marcos André Moura dos et al. FATORES ASSOCIADOS AO DESEMPENHO EM UMA CORRIDA DE 10.000 METROS EM CORREDORES AMADORES. J. Phys. Educ. [online]. 2017, vol.28, e2836.  Epub 26-Out-2017. ISSN 2448-2455.  http://dx.doi.org/10.4025/jphyseduc.v28i1.2836.

O objetivo do presente estudo foi analisar o desempenho neuromuscular após a realização de uma corrida de 10.000 metros e examinar a relação entre a composição corporal e as variáveis neuromusculares com o desempenho em prova (Pace e tempo de prova) em corredores amadores. Para tanto, 19 militares (28,5±2,3 anos) fizeram avaliação neuromuscular (força estática de pernas e preensão manual; força explosiva e flexibilidade), antropométrica e composição corporal antes e após uma prova de 10.000 metros. Foram observadas redução na força estática de pernas (P=0,034) e aumento da força explosiva (P=0,002) e flexibilidade (P=0,004) após a prova. Na análise de regressão linear múltipla, o somatório de dobras cutâneas foi relacionado ao tempo de prova e o Pace (p<0,05). Os resultados deste estudo indicam qua há alterações no desempenho neuromuscular após uma corrida de 10.000 metros e o desempenho da corrida está associado a composição corporal.

Palavras-chave : Aptidão física; Antropometria; Corridas; Desempenho atletico..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )