SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número especial 1Dor aguda e crônica: revisão narrativa da literaturaDimensão espiritual de crianças e adolescentes com câncer: revisão integrativa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Acta Paulista de Enfermagem

versão On-line ISSN 1982-0194

Acta paul. enferm. vol.25 no.spe1 São Paulo  2012

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000800024 

ARTIGO DE REVISÃO

 

Diagnósticos de enfermagem validados em cardiologia no Brasil: revisão integrativa de literatura*

 

Diagnósticos de enfermería validados en cardiología en el Brasil: revisión integrativa de literatura

 

 

Camila Takáo LopesI; Camila de Souza CarneiroII; Vinicius Batista SantosIII; Alba Lúcia Bottura Leite de BarrosIV

IMestre. Enfermeira da UTI Pós-Operatório do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia – São Paulo (SP), Brasil
IIMestre. Enfermeira da Terapia Intensiva da Unidade de Cardiologia do Hospital São Paulo – São Paulo (SP), Brasil
IIIEnfermeiro encarregado da Unidade de Cardiologia do Hospital São Paulo – São Paulo (SP), Brasil
IVDoutora. Professora Titular da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – São Paulo (SP), Brasil

Autor Correspondente

 

 


RESUMO

OBJETIVO: Identificar diagnósticos de enfermagem (DEs) que constam atualmente na taxonomia NANDA, validados na área de Cardiologia no Brasil.
MÉTODOS: Revisão integrativa de literatura, norteada pela seguinte questão: quais diagnósticos de enfermagem foram validados no Brasil. Foram analisados 11 trabalhos: três validações de conteúdo e oito validações clínicas.
RESULTADOS: Os DEs validados foram Intolerância à Atividade, Débito Cardíaco Diminuído, Angústia Espiritual, Conhecimento deficiente, Volume Excessivo de Líquidos, Desobstrução Ineficaz de Vias Aéreas, Perfusão Tissular Periférica Ineficaz, Medo, Ansiedade e Dor. Destacaram-se a produção da Pós-Graduação de instituições públicas, a validação das características definidoras, modelos de validação e critérios de seleção de experts de Fehring modificados. O modelo de validação clínica foi usado para DEs da esfera psicobiológica; o modelo de validação de conteúdo foi utilizado sobretudo para DEs das esferas psicossocial e psicoespiritual. O conhecimento produzido pode embasar futuros estudos sobre a pertinência do conteúdo dos resultados de enfermagem na avaliação de eficácia das intervenções de enfermagem no País.

Descritores: Estudos de validação; Diagnóstico de enfermagem; Cardiologia


RESUMEN

OBJETIVO: Identificar diagnósticos de enfermería (DEs) que se encuentran actualmente en la taxonomía de la NANDA, validados en el área de Cardiología en el Brasil.
MÉTODOS: Revisión integrativa de literatura, orientada por la siguiente pregunta:qué diagnósticos de enfermería fueron validados en el Brasil. Fueron analizados 11 trabajos: tres validaciones de contenido y ocho validaciones clínicas.
RESULTADOS: Los DEs validados fueron Intolerancia a la Actividad, Débito Cardiaco Disminuído, Angustia Espiritual, Conocimiento deficiente, Volumen Excesivo de Líquidos, Desobstrucción Ineficaz de Vías Aéreas, Perfusión Tisular Periférica Ineficaz, Miedo, Ansieda y dolor. Se destacaron la producción del Postgrado de instituciones públicas, la validación de las características definitorias, modelos de validación y criterios de selección de experts de Fehring modificados. El modelo de validación clínica fue usado para DEs de la esfera psicobiológica; el modelo de validación de contenido fue utilizado, sobre todo para DEs de las esferas psicosocial y psicoespiritual. El conocimiento producido puede ser fundamentación de futuros estudios sobre la pertinencia del contenido de los resultados de enfermería en la evaluación de la eficacia de las intervenciones de enfermería en el País.

Descriptores: Estudios de validación; Diagnóstico de enfermería; Cardiología


 

 

INTRODUÇÃO

As intervenções na especialidade de Cardiologia envolvem tecnologia sofisticada e, frequentemente, inovadora, o que demanda versatilidade e capacitação diferenciada dos profissionais. Neste contexto, são necessárias atualização e evolução contínuas do cuidado de enfermagem. Para organizar de modo sistematizado as condições necessárias ao desempenho do cuidado profissional, favorecendo uma prática assistencial adequada e individualizada, utiliza-se o Processo de Enfermagem (PE)(1,2).

Os fenômenos da prática de enfermagem contemplados no PE são os Diagnósticos (DEs), Intervenções e Resultados de Enfermagem. A importância dos DEs reside no fato de que eles subsidiam a proposta de intervenções de responsabilidade exclusiva do enfermeiro quanto aos problemas de saúde detectados, visando aos melhores resultados(3).

Os DEs desenvolvidos pela NANDA International (NANDA-I) estão organizados atualmente na Taxonomia II, composta por domínios, classes e títulos diagnósticos(4). Desde que os enfermeiros começaram oficialmente a nomear os fenômenos que diagnosticam e tratam, há necessidade de validar a existência desses fenômenos. Existem poucas características definidoras (CDs) que obtêm a concordância dos enfermeiros, como comumente identificáveis e adequadas para o título diagnóstico. Agregar evidências de que os enfermeiros realmente identificam CDs comuns é o processo de validação(5).

Diferentes modelos podem ser usados para validação dos DEs. Os mais conhecidos são os modelos de Gordon & Sweeney(6), Fehring(5) e Hoskins(7). Conhecer os DEs validados na área de Cardiologia no Brasil facilita o uso dos conceitos de modo a embasar com qualidade a escolha de intervenções e resultados, identificar lacunas no conhecimento e propor novos estudos na área.

Assim, este trabalho teve como objetivo identificar na literatura os DEs atualmente constantes na taxonomia II da NANDA-l validados na área de Cardiologia no Brasil, o tipo de validação a que foram submetidos, componentes dos diagnósticos validados, modelos de validação utilizados, critérios de seleção de experts e o caráter da instituição de ensino de origem do pesquisador principal, pública ou privada.

 

MÉTODOS

Foi realizada uma revisão integrativa de literatura norteada pela seguinte questão: "Quais diagnósticos de enfermagem na área de Cardiologia foram validados no Brasil?" O levantamento de dados foi feito no mês de dezembro de 2010 por meio de busca de artigos indexados nas bases de dados LILACS, SCIELO e Medline publicados entre janeiro de 2005 e dezembro de 2010 com o descritor de assunto "Diagnóstico de Enfermagem"/"Nursing Diagnosis", o termo "Validação"/"Validation" e o país de publicação "Brasil"/"Brazil".

Foram também utilizados como fontes de informação a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), utilizando os termos "Validação" e "Diagnóstico de Enfermagem" no campo Título e o Banco de Teses CAPES, utilizando o termo "Diagnóstico de Enfermagem" no campo Assunto. No Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, foram verificados Grupos de Pesquisa (GPs) utilizando os termos "Classificações de Enfermagem" e "Sistematização da Assistência de Enfermagem". A partir dos resultados da busca, foram levantadas dissertações e teses nas bibliotecas online das instituições cujos Grupos que enquadravam-se nas Áreas de Pesquisa de Enfermagem e Saúde Coletiva, cujos líderes fossem enfermeiros, excluindo-se os grupos na Área de Medicina. Foram incluídos trabalhos em português, inglês e espanhol realizados no Brasil que apresentassem validação de DEs contidos na Taxonomia II da NANDA-I na área de Cardiologia. As teses e dissertações foram substituídas por seus respectivos artigos publicados em periódicos quando disponíveis.

 

RESULTADOS

Nas bases de dados LILACS, foram encontrados 32 trabalhos, dos quais dois validavam DEs na área de Cardiologia. Sete trabalhos foram encontrados nas bases SCIELO e Medline, porém nenhum na área de Cardiologia. No Banco de Teses CAPES, foram encontrados 215 trabalhos, dos quais cinco validavam DEs na área de Cardiologia. No BDTD, foram verificados 11 trabalhos, dos quais 5 validavam DEs na área de Cardiologia. Utilizando o termo "Classificações de Enfermagem" no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, foram encontrados 5 GPs e usando o termo "Sistematização da Assistência de Enfermagem", foram encontrados 35 GPs. Quanto à Área de Pesquisa (AP), dentre os 40 GPs, 36(90%) inseriam-se na AP Enfermagem. Dentre os 37 Grupos selecionados para serem fontes de dissertações e teses, houve predominância dos Grupos na região Sudeste do País (43%), seguida das regiões Nordeste (27%), Sul (16,2%), Centro-Oeste (8,1%) e Norte (5,4%).

Os 37 Grupos de Estudo selecionados distribuíam-se por 34 instituições. Dentre elas, 64,7% eram públicas federais, 17,6% eram públicas estaduais e 14,7% eram particulares. Cinco trabalhos envolvendo validação de DEs na área de Cardiologia foram encontrados baseados no acervo das bibliotecas digitais das instituições onde estavam inseridos os GPs, porém todos já haviam sido encontrados em outras bases de dados. A amostra final deste constituiu-se de 11 (28,9%) trabalhos – seis artigos, três dissertações de mestrado e um tese de doutorado – e um manuscrito/artigo aceito para publicação em 2011 no IJNTC. As características dos trabalhos são descritas nos dados da Tabela 1.

Dentre os sete artigos, quatro foram publicados em periódicos nacionais e três foram publicados em periódico internacional. Parte dos resultados da dissertação de mestrado de Barth(15), foi publicada em periódico internacional em 2010. Considerando que a dissertação descreve a validação de dois DEs, e o artigo descrevia apenas o processo de validação de um deles, só a dissertação foi considerada neste trabalho. Quatro dos 11 trabalhos selecionados foram realizados na USP-SP, dois na USP-RP, dois na UNIFESP-SP, um na UFRGS, 1 na UFMG e 1 na UFCSPA. Dez trabalhos validaram as CDs dos DEs e um trabalho validou o Título Diagnóstico, Definição e CDs. Quanto à seleção de experts, cinco trabalhos utilizaram o modelo de Fehring(5) modificado, três, os critérios definidos pelos próprios autores e 3 não deixaram claros os critérios de seleção.

 

DISCUSSÃO

O estudo e a utilização das classificações de enfermagem possibilitaram a evidenciação das ações da profissão e conferiram a ela cientificidade(19). Quando se pergunta se um DE é válido clinicamente, procura-se saber se o DE foi apropriadamente feito, excluindo-se outros diagnósticos que possam compartilhar de algumas das mesmas características(20).

O Brasil possui 117 Instituições de Ensino Superior (IES) com cursos presenciais, sendo 41% públicas e 59% particulares. Destas, 43,6% estão no Sudeste, 23,1% no Nordeste, 18,8% no Sul, 10,3% no Centro-Oeste e 4,3% no Norte(21). Neste trabalho, verificou-se que houve predominância de GPs sobre SAE/PE na região Sudeste, o que refletiu a maior produção científica nessa região sobre validação de DEs na área de Cardiologia.

O País conta com 41 Programas de Pós-Graduação stricto sensu em Enfermagem credenciados pela CAPES, sendo 39 ligados a universidades públicas e dois a universidades particulares. Embora apenas 26,4% das matrículas em IES com cursos presenciais estejam alocadas em instituições públicas, ocorre maior concentração de docentes doutores nas instituições públicas (65,1%). Assim, nesta revisão, destacou-se a produção científica dos programas de PG de universidades públicas sobre a validação de DEs e validação de DEs em Cardiologia, sobretudo no Sudeste e Sul. Já havia sido constatada a escassez de estudos sobre validação de DEs no Brasil(22). Com relação à validação de DEs na área de Cardiologia, este trabalho constatou baixa produção científica na última década, o que pode dificultar o desenvolvimento de futuras pesquisas sobre intervenções de enfermagem(23). A publicação em periódicos nacionais com versões do artigo em inglês e em periódicos internacionais, entretanto, confere maior visibilidade à experiência nacional.

Sete dos oito trabalhos que utilizaram o modelo de validação clínica validaram diagnósticos que representaram a esfera psicobiológica(8,11-15,17). Apenas um trabalho(18) validou clinicamente DEs da esfera psicossocial. Já os que utilizaram o modelo de validação de conteúdo validaram diagnósticos das esferas psicossocial(10), psicoespiritual(16) e psicobiológica(9). Foi verificada anteriormente prevalência de DEs da esfera psicobiológica sobre os da esfera psicossocial e psicoespirituais em pacientes cardiopatas(10,24-26). Pode-se sugerir, com base nos achados desta revisão, que, embora o reconhecimento de respostas humanas nos campos psicossocial e psicoespiritual fosse menos evidenciado nos estudos, tem se tornado mais clara sua importância na área de Cardiologia. A validação de conteúdo de DEs nessas esferas é uma etapa importante que possibilita sua futura submissão à validação clínica.

Aproximadamente, 91% dos trabalhos validaram as CDs dos DEs. Considerando o pequeno número de estudos que validaram outros componentes dos DEs no Brasil, é importante ainda que o título, definição, fatores de risco, fatores relacionados e a própria taxonomia sejam validados(22).

Nos trabalhos revisados de utilização dos modelos de validação de Fehring e de seus critérios de seleção modificados, houve predominância. O critério de seleção proposto por Fehring parece ser o mais indicado e predominante aos estudos de validação de conteúdo diagnóstico(10,27). A adoção parcial dos critérios de Fehring no País deve-se à dificuldade em atendê-los integralmente, considerando-se a exigência de grau de mestre em Enfermagem aliado às pesquisas com publicações sobre o DE. O tempo de atuação clínica vem sendo empregado, como indicador de experiência e o tamanho da amostra relacionou-se à disponibilidade de profissionais, com a competência estabelecida e ao poder de representação desejado(20). O uso de outras categorias profissionais como experts(9,13) levanta reflexões sobre a adequabilidade do julgamento desses profissionais, uma vez que se tratam de fenômenos da área de enfermagem.

 

CONCLUSÃO

Os diagnósticos de enfermagem validados no Brasil, entre 2000 e 2010, na área de Cardiologia foram Intolerância à Atividade; Débito Cardíaco Diminuído; Angústia Espiritual; Conhecimento deficiente; Volume Excessivo de Líquidos; Desobstrução Ineficaz de Vias Aéreas; Perfusão Tissular Periférica Ineficaz; Medo e Ansiedade em pré-operatório de cirurgia cardíaca; Dor; Excesso de Volume de Líquidos. Destacou-se a produção científica dos programas de pós-graduação de universidades públicas sobre validação de diagnósticos de enfermagem em Cardiologia, principalmente no Sudeste e Sul. O modelo de validação clínica foi utilizado para validar DEs que representaram a esfera psicobiológica, enquanto o modelo de validação de conteúdo foi utilizado, sobretudo para validar DEs das esferas psicossocial e psicoespiritual. O componente dos DEs mais frequentemente validado foram as CDs. Houve predominância nos trabalhos revisados da utilização dos modelos de validação de Fehring e de seus critérios de seleção de experts modificados. O conhecimento produzido por meio deste trabalho poderá embasar futuros estudos sobre a pertinência do conteúdo dos resultados de enfermagem na avaliação de eficácia das intervenções de enfermagem no País. Outros trabalhos devem ser realizados, validando outros componentes além das CDs, com critérios de seleção de experts claramente declarados.

 

REFERÊNCIAS

1. Amante LN, Rossetto AP, Schneider DG. Nursing care systematization at the Intensive Care Unit (ICU) based on Wanda Horta's theory. Rev Esc Enferm USP. 2009; 43(1):54-64.         [ Links ]

2. Garcia TR, Nóbrega MM. [Nursing process: from theory to the practice of care and research]. Esc Anna Nery Rev Enferm [Internet]. 2009 [cited 2012 Set 10];13(1):188-93. Portuguese Available from: http://www.scielo.br/pdf/ean/v13n1/v13n1a26.pdf        [ Links ]

3. Lira AL, Albuquerque JG, Lopes MV. [Nursing diagnoses profile presented by renal transplanted patients]. Rev Enferm UERJ. 2007; 15(1):13-9. Portuguese.         [ Links ]

4. NANDA International. Nursing diagnoses 2009-2011: definitions and classification. Oxford: Wiley-Blackwell; 2008.         [ Links ]

5. Fehring RJ. Methods to validate nursing diagnoses. Heart Lung. 1987; 16:(6 Pt 1):625-9.         [ Links ]

6. Gordon M, Sweeney MA. Methodological problems and issues in identifying and standardizing nursing diagnoses. ANS Adv Nurs Sci.1979; 2(1):1-15.         [ Links ]

7. Hoskins LM. Clinical validation methodologies for nursing diagnosis research. In: Carroll-Johnson RM, editor. Classification of nursing diagnosis: proceedings of the eighth conference. Philadelphia: Lippincott; 1989. p. 126-31.         [ Links ]

8. Rodrigues CG, Moraes MA, Sauer JM, Kalil RA, Souza EN. Nursing diagnosis of activity intolerance: clinical validation in patients with refractory angina. Int J Nurs Terminol Classif. 2011; 22(3):117-22.         [ Links ]

9. Lopes JL, Altino D, Silva RC. Content validation of current and new defining characteristics of the nursing diagnosis: decreased cardiac output. Acta Paul Enferm. 2010; 23(6):764-8.         [ Links ]

10. Galdeano LE, Rossi LA, Pelegrino FM. Content validation of the "deficient knowledge" nursing diagnosis. Acta Paul Enferm. 2008; 21(4):549-55.         [ Links ]

11. Silva RC, Cruz DA, Bortolotto LA, Irigoyen MC, Krieger EM, Palomo JS, et al. Ineffective peripheral tissue perfusion: clinical validation in patients with hypertensive cardiomiopathy. Int J Nurs Terminol Classif. 2006; 17(2):97-107.         [ Links ]

12. Oliva AP, Cruz DA. [Decreased cardiac output diagnosis: clinical validation in post-operative heart surgery patients]. Ciênc Cuid Saúde. 2002;1(1):201-5. Portuguese.         [ Links ]

13. Corrêa CG, Cruz DA. Pain: clinical validation with postoperative heart surgery patients. Nurs Diagn. 2000;11(1)5-14.         [ Links ]

14. Guimaräes HC, Barros AL, Gutierrez MG. [Identification of defining characteristics of the nursing diagnosis fluid volume excess]. Rev Latinoam Enferm. 2000;8(2):68-73. Portuguese.         [ Links ]

15. Barth QC. Diagnósticos de enfermagem de débito cardíaco diminuído e volume excessivo de líquidos: validação clínica em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Escola de Enfermagem; 2008.         [ Links ]

16. Matos SS. Diagnósticos de enfermagem em pacientes no pós-operatório mediato de transplante cardíaco e validação do diagnóstico considerado mais característico: angústia espiritual [tese]. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Enfermagem; 2009.         [ Links ]

17. Pileggi SO. Validação clínica do diagnóstico de enfermagem. Desobstrução ineficaz de vias aéreas de crianças e adolescentes submetidos à correção cirúrgica de cardiopatia congênita [dissertação]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, Escola de Enfermagem; 2007.         [ Links ]

18. Suriano ML. Comportamento das características definidoras dos diagnósticos de enfermagem Medo e Ansiedade identificados no pré-operatório imediato de pacientes submetidos a cirurgias eletivas [tese]. São Paulo: Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina; 2005.         [ Links ]

19. Barros AL. Classification of Nursing Diagnoses and Interventions: NANDA and NIC. Acta Paul Enferm. 2009; 22 (Espec – 70 Anos):864-7.         [ Links ]

20. Carvalho EC, Mello AS, Napoleão AA, Bachion MM, Dalri MC, Canini SR. [Nursing diagnosis validation: reflection on difficulties faced by researchers]. Rev Eletr Enf [Internet]. 2008 [cited 2012 Set 10];10(1):235-40. Portuguese. Available from: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v10/n1/v10n1a22.htm        [ Links ]

21. Brasil. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira o Técnico. Censo da Educação Superior de 2009 [Internet]. Brasilia: Ministério da Educação; 2010. [citado 2011 Fev 15]. Disponível em http://www.anaceu.org.br/conteudo/noticias/resumo_tecnico2009.pdf        [ Links ]

22. Chaves EC, Carvalho EC, Rossi LA. [Validation of nursing diagnoses: validated types, patterns and components validated]. Rev Eletrônica Enferm [Internet]. 2008 [cited 2012 Set 10];10(2):513-20. Portuguese. Available from: http://www.fen.ufg.br/fen_revista/v10/n2/v10n2a22.htm        [ Links ]

23. Creason NS. Clinical validation of nursing diagnoses. Int J Nurs Terminol Classif. 2004;15(4): 123-32.         [ Links ]

24. Cordeiro RL. Reabilitação progressiva: necessidade atual da assistência de enfermagem ao paciente cardíaco [dissertação]. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem Ana Nery; 1980.         [ Links ]

25. Guerriero AL, Guimarães HC, Maria VL. [Nursing diagnoses of the adult patient in the first cardiac postsurgery]. Acta Paul Enferm. 2000;13(2):59-67. Portuguese.         [ Links ]

26. Lima LR, Stival MM, Lima LR. Nursing iagnoses in patients post-angioplasty transluminal percutaneous coronary based on the horta's assumption. Rev Enferm UFPE. 2008;2(3):205-12.         [ Links ]

27. Carvalho EC, Aguiar AS, Joventino ES, Fontenele FC, Moreira RP, Melo RP. Critérios para seleção de experts em estudos de validação de diagnósticos [resumo]. In: 10º Simpósio Nacional de Diagnóstico em Enfermagem; 2010 Ago 4-7; Brasília. Livro de resumos. Brasília: ABEn; 2010. p.787-9.         [ Links ]

 

 

Autor Correspondente:
Camila Takáo Lopes
Endereço: Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo
Rua Napoleão de Barros, 754, Vila Clementino – CEP 04024-002 – São Paulo (SP), Brasil
E-mail: ctlopes@unifesp.br

Artigo recebido em 13/02/2012 e aprovado em 11/07/2012

 

 

* Artigo referente à Monografia de conclusão do curso de Especialização em Enfermagem em Cardiologia apresentada à Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – São Paulo (SP), Brasil.