SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue1Double spinal meningocele author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.26 no.1 São Paulo Mar. 1968

https://doi.org/10.1590/S0004-282X1968000100013 

Análises de livros

 

 

ATLAS D'ELECTROENCEPHALOGRAPHIE INFANTILE. Paul Laget e Roger Salbreux. Um volume (34X25) com 654 páginas e 380 pranchas. Masson et Cie. editeurs, Paris, 1967.

Elaborado por um renomado neurofisiologista e eletrencefalografista de grande experiência, Paul Laget, ex-professor de Fisiología na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (São Paulo) e por um neurologista, Roger Saibreux, esta magnífica obra versa sobre o eletrencefalograma (EEG) normal e patológico da criança, e da maturação da atividade elétrica cerebral que se processa na infancia, sendo ilustrada por farta documentação iconográfica original. Baseada em dados selecionados a partir de mais de 25.000 EEGs, o livro contêm reproduções de cerca de 800 trechos de traçados, condensados em 380 páginas. O texto, considerando-se que se trata de um atlas, ocupa porção relativamente grande do livro, quase 180, páginas, sendo claro, conciso e amplamente elucidativo. Na "Introdução" os autores, depois de notas históricas, expõem as bases neurofisiológicas, as técnicas de estudo e os cuidados para a interpretação dos eletrencefalogramas. De grande interesse para os eletrencefalografistas clínicos é o capítulo que trata das bases neurofisiológicas do EEG, no qual foram condensados ensinamentos atualizados a respeito das aquisições mais recentes nesse terreno. Sob o título "EEG normal e sua maturação" analisam os autores as atividades habituais de vigília e de sono no adulto, o EEG da criança durante a vigília e durante o sono e sua maturação progressiva, além de esmiuçarem detalhes técnicos relativos à obtenção de traçados eletrencefalográficos em crianças. Tratam, em seguida, das peculiaridades morfológicas que permitem classificar um traçado como patológico incluindo, sob a denominação global de "Alterações do EEG e sua maturação", os grafo-elementos patológicos, os traçados durante as crises, os registros durante o sono patológico e os obtidos mediante provas de ativação (hiperpnéia, estimulacão ritmada, administração de agentes farmacológicos, compressão ocular).

Na parte restante do livro são analisados os achados eletrencefalográficos em diversas condições patológicas, nas quais a eletrencefalografia pode oferecer informes úteis e, muitas vezes, decisivos quanto ao diagnóstico. Sob o título "EEG nas perdas de consciência e nas convulsões ocasionais na infância" são estudadas as crises de perda de fôlego, as lipotimias e síncopes, as convulsões durante episódios febris, as crises convulsivas determinadas por hipocalcemia, por alterações da glicemia e do metabolismo hidroeletrolítico. O capítulo seguinte é dedicado às "Enfermidades motoras cerebrais", caracterizadas por uma "síndrome clínica ligada a lesões cerebrais e se manifestando essencialmente por uma perda do controle e da coordenação dos movimentos voluntários". Ao estudo eletrencefalográfico das epilepsias reservam os autores as 90 páginas seguintes, das quais 72 contêm reproduções de trechos de traçados (epilepsia parcial, epilepsia psicomotora, epilepsia generalizada e encefalopatías epilépticas progressivas compreendendo as crises acinéticas, os espasmos em flexão e as mioclonias epilépticas progressivas). O capítulo seguinte se ocupa da aplicação da eletrencefalografia à Neuropsiquiatria Infantil, abordando os seguintes assuntos: Eletrencefalografia e desenvolvimento intelectual; Eletrencefalografia e anomalias da psicomotricidade; Eletrencefalografia e distúrbios da afetividade. Segue-se o estudo das alterações eletrencefalográficas nas meningites e encefalites, na coréia de Sydenham, nos acidentes vasculares cerebrais (hemorragias cérebro-meningeas, tromboflebites, oclusões arteriais, hematomas sub-durais), nas cefaléias, na narcolepsia, nas hidrocefalias, nas lesões expansivas intracranianas, nos traumatismos crânio-encefálicos e em diversas afecções que se acompanham de comprometimento encefálico, tais como cardiopatias congênitas, mongolismo, moléstia de Wilson, oligofrenia fenilpirúvica, dislipidoses, moléstia de Tay-Sachs, moléstia de Hand-Schüller-Christian, gargulismo, moléstias degenerativas, facomatoses, malformações crânio-faciais.

Extensa bibliografia, cem mais de 2.300 referência, encerra este atlas que constitui, indiscutivelmente, valiosa contribuição para a compreensão de numerosos problemas que não foram focalizados em publicações semelhantes ou que já foram abordados de maneira superficial. Tratando-se de exaustivo trabalho, fruto da grande experiência dos autores e baseado em revisão bibliográfica tão extensa e atualizada quanto possível, constitui este livro uma das mais credenciadas fontes de informação e de consulta para todos os eletrencefalografistas, tanto clínicos como fisiologistas, especialmente para aqueles que se defrontam com problemas atinentes à eletrencefalografia infantil.

A. Freitas Julião

 

MODERN TRENDS IN NEUROLOGY. Denis Williams, editor. Urn volume (15X22) com 293 páginas e 60 ilustrações. Volume 4.° desta série. Butterworth & Co. Publishers, London, 1987.

Esta quarta série dos Modern Trends in Neurology obedece aos mesmos critérios adotados pelo editor nas três anteriores, qual seja a de escolher os assuntos pela sua atualidade e importância no desenvolvimento da Neurologia e escolher os autores pela sua autoridade aliada à habilidade em expor de maneira precisa e concisa. É assim que, neste livro relativamente pequeno em tamanho e, portanto, de fácil manuseio, estão condensados estudos da mais alta importância mostrando no seu conjunto, harmônico apesar da diversidade dos tópicos ventilados, os grandes progressos ultimamente registrados no estudo das funções integrativas do cérebro, tanto no que diz respeito ao substracto microscópico e às bases químicas, como nas suas conseqüências sobre o comportamento. Salientando que cada vez mais esmaecem as fronteiras entre a Neurologia, a Psiquiatria e a Psicologia, o editor procurou reunir contribuições nas quais o relato de pesquisas sobre estruturas desorganizadas visa a elucidar detalhes do comportamento normal e dos mecanismos de percepção. Nos capítulos atinentes à patologia clínica as moléstias são analisadas em seus aspectos físico-químicos primários, sendo relegadas para segundo plano as considerações acadêmicas sobre as enquadrações nosológicas. Dentro desta conceituação geral os neurologistas encontrarão, neste livro, a atualização dos seguintes tópicos: Fileira ventral dos núcleos talâmicos(Malcoln B. Carpenter); Observações anatômicas após operações estereotáxicas para tratamento da moléstia de Parkinson (Marion C. Smith); Área dos neurônios motores e choque espinhal(L. S. Lilis); Incidência clinica do mioclono(A. M. Halliday); Estudo das bases neurológicas da função intelectual(Malcolm Pearce); Desordens do comportamento em crianças com lesões cerebrais(D. A. Pond); Observações sobre a dislexia do desenvolvimento(Macdonald Critchley); Alterações estruturais e funcionais nas neuropatías patológicas e experimentais(W. Ian Macdonald); Lesões da medula espinhal e fatores que influenciam a reabilitação e a sobrevida(J. B. Cook); Bases patológicas para a isquemia cerebral (Peter O. Yates); Desordens da circulação sangüínea geral devidas a afecções neurológicas(J. M. K. Spalding) ; Posição da cirurgia no tratamento das moléstias cérebro-vasculares extracranianas(J. A. Gillespie); Progressos e limitações da angiografia cerebral(George du Boulay); Sistema imunitário e desenvolvimento de lesões do sistema nervoso central nas infecções virais agudas(H. E. Webb); Relações entre afecções da coluna cervical e desordens medulares(Mareia Wilkinson); Tratamento da miastenia(Denis Williams). Todas as contribuições são concisas, atendendo-se os autores a acenar para as linhas mestras dos problemas discutidos, tendo todos o cuidado de incluir as fontes de referências bibliográficas a que os leitores poderão recorrer caso julguem serem necessários mais pormenores. Um índice remissivo final facilita a consulta.

O. Lange

 

TULBURARI METABOLICI IN BOLI NEURO-PSICHE. V. Ionasescu. Um volume (17X24) com 291 páginas, 63 tabelas e 34 figuras. Editura Academiei Republicii Socialiste Romania, Bucarest, 1967.

Nestes últimos anos a neuroquímica passou a ocupar posição de primacial importância no tocante ao esclarecimento das causas primárias de variadas afecções neurológicas e psíquicas, sendo numerosos os casos que, hoje, podem ser levados a grandes melhoras e, mesmo, à cura completa mediante terapêutica metabólica corretiva.Mesmo não considerando este aspecto prático imediato, são grandes os avanços que a neuroquímica vem proporcionando ao esclarecimento etiológico e patogênico. Por isso, em todos os centros neurológicos, é notável o afã com que se desenvolvem pesquisas no setor da química biológica aplicada à Neuro-Psiquiatria. Este livro nos dá conta de pesquisas e estudos que de longa data vem sendo feitos no Instituto de Neurologia de Bucarest. Tratando-se de assunto que só está ao alcance dos que a êle se dedicam cabe, aqui, apenas a enumeração dos vários capítulos do livro, em cada um dos quais o autor, além de expor sua experiência e a de outros especialistas rumenos, procurou resumir detalhes - neuroquímicos, clínicos e terapêuticos - colhidos na literatura médica internacional: 1) Distúrbios do metabolismo dos glicídios;2) Distúrbios do metabolismo lipídico;3) Distúrbios do metabolismo de aminoácidos; 4) Disturbios do metabolismo do potássio;5) Distúrbios do metabolismo do cobre e de proteínas;6) Distúrbios do metabolismo das porfirinas; 7) Alterações metabólicas nas distrofias musculares progressivas e nas polimiosites;8) Alterações metabólicas na miastenia grave;9) Alterações metabólicas na esclerose lateral amiotrófica e nas poliomielites anteriores crônicas;10) Alterações metabólicas na esclerose mltipla;11) Alterações metabólicas na epilepsia;12) Encefalopatía hepática;13) Aterosclerose cerebral e acidentes cérebro-vasculares;14) Alterações metabólicas nos tumores cerebrais e nos traumatismos crânio-cerebrais;15) Carências do complexo vitamínico B.Todos os capítulos são complementados com referências bibliográficas. A sistemática do livro dispensa índice remissivo final. A impressão tipográfica é bem cuidada. Dado que o idioma rumeno, pelo menos no tocante à transmissão de conhecimentos científicos, é de fácil compreensão, os leitores latino-americanos terão neste livro uma excelente fonte para apreciar os progressos da Neuroquímica.

O. Lange

 

KORPERBAU UND CHARAKTER. E. Kretschmer. Um volume (16X24) com 484 páginas e 89 ilustrações. Vigésima quinta edição completada e editada por W. Kretschmer. Springer Verlag, Berlin-Heidelberg-New York, 1967.

Surgida em 1921, a presente obra atinge sua 25.ª edição demonstrando, à sociedade, que as idéias e teses defendidas pelo autor encontraram amplo círculo de leitores. As investigações de Kretschmer sobre as relações entre a constituição somática e o temperamento do indivíduo, assim como aquelas atinentes à predisposição para os diversos tipos de psicoses, atingiram tal profundidade e extensão que ainda permanecem como básicas em Psiquiatria. Algumas delas, embora tenham sido amplamente contraditadas, conservam o seu valor como marcos essenciais para o estudo dos distúrbios mentais. Quando se observa, nos campos dos conhecimentos psiquiátricos e psicológicos, o avanço progressivo de correntes que se incompatibilizam com os estudos biológicos e psicopatológicos, surpreende agradàvelmente que uma obra como esta ainda possa ter o vigor necessário para justificar novas edições. A edição ora apresentada é uma reimpressão, aumentada com um índice remissivo e de autores e com um índice das personalidades célebres cujos traços de caráter foram mencionados no texto como exemplo e como documentação.

José Longmann

 

 

Livros recebidos

Nota da Redação - A notificação dos livros recebidos não importa em compromisso da Redação da revista quanto à publicação ulterior de uma apreciação. Todos os livros recebidos são arquivados na biblioteca do Selviço de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

NEUROPHYSIOLOGY OF POSTURAL MECHANISMS. Tristan D. M. Roberts. Um volume (15X23) com 354 páginas e 103 ilustraçõxes. Butterworth & Co. Ltd., London, 1967.         [ Links ]

ALTERSPSYCHIATRIE. Christian Müller, L. Ciompi, Th. Rabinowics, A. Delachaux e J. L. Villa. Um volume (17X24) com 261 páginas, 33 figuras e 5 tabelas. Georg Thieme Verlag, Stuttgart, 1967. Preço: DM 45,         [ Links ]-.

ESENTIELLE HYPERTONIE. A. W. Von Eiff, G. Klosta, H. Quint. Um volune (17X24) com 232 páginas, 9 figuras e 3 tabelas. Georg Thieme Verlag, Stuttgart, 1967. Preco: DM 45,         [ Links ]-.

SPATREIFE UND BLEIBENDE UNREIFE. Robert J. Corboz. Monografia (16 X 24,5) com 123 páginas e 11 ilustrações. Springer Verlag, Berlin-Heidelberg-New York, 1967. Preço: DM 42,         [ Links ]-.

OPHTALMODYNAMOGRAPHIE IN NEUROLOGIE UND PSYCHIATRIE. Joachim Finke. Monografia (16X24,5) com 123 páginas e 11 ilustrações. Springer Verlag, Berlin-Heidelberg-New York, 1967, Preço: 42,         [ Links ]-.

ELECTRICAL BURNS. A CLINICAL AND EXPERIMENTAL STUDY WITH SPECIAL REFERENCE TO PERIPHERAL NERVE INJURIES. Ole M. Ugland. Monografia (17,5X25) com 74 páginas e 37 ilustrações. Almqvist K Wiksells Boktryckeri AB, Uppsala, 1967.         [ Links ]

THE FAMILY IN THE PATHOGENESIS OF SCHIZOPHRENIC AND NEUROTIC DISORDERS. Yrjo O. Alanen e colaboradores. Monografia (16X23) com 654 páginas. Suplemento n.° 189 de Acta Psychiatrica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1966.         [ Links ]

TRINKER DENATURIERTER ALKOHOLE. Sakari Turunen. Monografia (16X23) com 132 páginas e 37 tabelas. Suplemento n.° 193 de Acta Psychiatrica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1966.         [ Links ]

CHLORMETHIAZOLE: PROCEEDINGS OF A SYMPOSIUM. E. Peter Frisch, ed. Um volume (16X23) com 233 páginas. Suplemento n.° 192 de Acta Psychiatrica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1966.         [ Links ]

MENTAL CHANGES AFTER TRANSSPHENOIDAL HYPOPHYSECTOMY. Goran Lindqvist. Monografia (16X23) com 239 páginas. Suplemento n.° 190 de Acta Psychiatrica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1966.         [ Links ]

MANUEL DE PSYCHIATRIE. Henry Ey, P. Bernard e Ch. Brisset. Um volume (17X23) com 1212 páginas, 32 figuras e duas pranchas coloridas. Terceira edição, revista e aumentada. Masson et Cie., Paris, 1967. Preço: encadernado, 120 F.         [ Links ]

PHARMAKOPSYCHIATRIE UND PSYCHOPATHOLOGIE. H. Kranz e K. Heinrich, ed. Um volume (15,5X23) com 203 páginas, 45 figuras e 16 tabelas, contendo trabalhos apresentados em simpósio. Georg Thieme Verlag, Stuttgart. 1967. Preço: DM 26,         [ Links ]-.

ATLAS D'ELECTROENCEPHALOGRAPHIE INFANTILE. Paul Laget e Roger Salbreux. Um volume (34X25) com 654 páginas e 380 pranchas. Masson et Cie. Editeurs, Paris, 1967. Preço, encadernado: 250 F.         [ Links ]

KORPERBAU UND CHARAKTER. E. Kretschmer. Um volume (16X24) com 484 páginas e 89 ilustrações. Vigésima quinta edição completada e editada por W. Kretschmer. Springer Verlag, Berlin-Heidelberg-New York, 1967. Preço, encadernado: DM 48,         [ Links ] -.

DELINQUENT BOYS, THEIR PARENTS AND GRANDPARENTS. Gustav Jonsson. Monografia (16X24) com 264 páginas e 106 tabelas. Suplemento n.° 195 de Acta Psychiatrica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1967.         [ Links ]

INCIDENCE, AETIOLOGY AND PROGNOSIS OF PRIMARY SUBARACHNOID HAEMORRHAGE. S. Pakarinen. Monografia (16X24) com 128 páginas e 48 tabelas. Suplemento n.° 29 de Ata Neurológica Scandinavica, E. Munksgaard, Copenhague, 1967.         [ Links ]

THE LANDRY-GUILLAIN-BARRÉ SYNDROME. Henrik Ravn. Monografia (16 x 24) com 64 páginas e 17 tabelas. Suplemento n.° 30 de Acta Neurológica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1967.         [ Links ]

REGIONAL CEREBRAL BLOOD FLOW. Kai Hoedt-Rasmussen. Monografia (16 X 24) com 80 páginas e 17 tabelas. Suplemento n.° 27 de Acta Neurológica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1967.         [ Links ]

BEHAVIOURAL STATE AND SEIZURE SUSCEPTIBILITY. Gerard A. Roelofs. Monografia (16X24) com 124 páginas, 38 figuras e 21 tabelas. Suplemento n.° 26 de Acta Neurológica Scandinavica. E. Munksgaard, Copenhague, 1967.         [ Links ]

CLINICA PSICOSSOMÁTICA. FISIODINÂMICA NEURO-VEGETATIVA. Nelson Pires. Um volume (16X23) com 233 páginas. Edição do autor, Rio de Janeiro, 1965.         [ Links ]

FISIOLOGÍA E TERAPÊUTICA NEUROVEGETATIVA EM CLINICA PSICOSSOMÁTICA. Nelson Pires. Um volume (16X23) com 170 páginas. Edição do autor, Rio de Janeiro, 1966.         [ Links ]

LES DELIRES CHRONIQUES. Guy Benoit. Um volume (15,5X24) com 142 páginas, fascículo 10 da série Conferences de Psychiatrie. Editions Doin, Deren & Cie., Paris, 1967.         [ Links ]

MODERN TRENDS IN NEUROLOGY. Denis Williams, editor. Um volume (15X22) com 293 páginas, constituindo o volume 4 desta série e contendo 16 trabalhos de diversos autores. Butterworth & Co. Ltd., Publishers, London, 1967.         [ Links ]

PARASITOSES DO SISTEMA NERVOSO. Álvaro de Lima Costa. Um volume (16X23) com 157 páginas. Departamento de Imprensa Nacional, Rio de Janeiro, GB., 1967.         [ Links ]

TULBURARI METABOLICI IN BOLI NEURO-PSIHICE. V. Ionasescu. Um volume (17X24) com 291 páginas, 63 tabelas e 34 figuras. Editura Academiei Republicii Socialiste Romania, Bucarest, 1967.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License