SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue1Clinical study of 68 cases of occipital epilepsyAneurysms of the supraclinoid segment of the internal carotid artery: its incidence in relation to sex, age and race author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.29 no.1 São Paulo Mar. 1971

https://doi.org/10.1590/S0004-282X1971000100006 

Estudo clínico de 84 pacientes epilépticos com líquido cefalorraqueano alterado

 

Clinical study of 84 epileptic patients with abnormal cerebrospinal fluid

 

 

Luís Marques-AssisI; Lamartine Corrêa de Moraes JuniorII

IMédico assistente do Departamento de Neuropsiquiatria da F.M.U.S.P.
IIMédico estagiário do Departamento de Neuropsiquiatria da F.M.U.S.P.

 

 


RESUMO

Foram estudados 84 pacientes epilépticos com exame do líquido cefalorraqueano alterado. Em nenhum paciente havia alterações neurológicas focais ou sinais de hipertensão intracraniana. Os casos foram estudados, juntamente com um sub-grupo de pacientes com meningencefalite crônica específica (cisticercótica ou luética) relativamente às epilepsias em geral, sendo valorizados os dados eletrencefalográficos, o tempo de doença, a idade de início da doença, a freqüência das crises e a evolução com tratamento medicamentoso. Os resultados foram analisados em índices percentuais e levaram os autores às seguintes conclusões; 1) em 76 casos (90%) havia manifestações convulsivas, em 59 dos quais (70%) as convulsões eram secundárias; 2) em apenas três casos haviam crises de tipo psicomotor; 3) no grupo estudado houve predomínio das disritmias difusas ao eletrencefalograma em relação às epilepsias em geral; 4) predominou o início tardio da epilepsia nos casos estudados; 5) o tempo da epilepsia foi menor no grupo estudado em relação às epilepsias em geral; 6) em 18% dos casos de meningencefalite crônica específica o tempo de epilepsia foi superior a 10 anos; 7) as formas mais severas da epilepsia predominaram nos pacientes com processos específicos em relação às epilepsias em geral; 8) nos casos estudados a evolução não foi tão favorável quanto nas epilepsias em geral.
Levando em conta os resultados obtidos os autores consideram que as alterações liquóricas, isoladamente consideradas, não trazem sérias implicações relativamente ao prognóstico da epilepsia, pois resposta favorável foi obtida mediante tratamento medicamentoso antiepiléptico adequado, em cerca de 80% dos casos.


SUMMARY

Eighty four epileptic patients with impaired cerebrospinal fluid examination were studied. The neurological examination was normal in all patients and no sign of intracranial hypertension was present. All the cases and a sub-group with chronic specific meningoencephalitis (cysticercotic or syphilitic) were studied and compared with the epilepsies in general; the electroencephalographic findings, duration and age of onset of disease, frequency of seizures and evolution with antiepileptic drugs were enphasized. The results were analysed in percentual index and lead the authors to the following conclusions: 1) in 76 cases (90%) convulsive manifestations occurred; in 59 cases (70%) the convulsions were secondary; 2) only in three cases psychomotor seizures were found; 3) the diffuse electroencephalographic abnormalities were found mainly in the group studied regarding the epilepsies in general; 4) the late onset of epilepsy predominate in the group studied; 5) the duration of epilepsy was smaller in the group studied; 6) in 18% of cases with chronic specific meningoencephalitis the duration of epilepsy was 10 years or more; 7) the most severe types of epilepsy predominate in the patients with specific chronic meningoencephalitis; 8) the evolution was worse in the cases studied regarding the epilepsies in general.
The abnormal cerebrospinal fluid examination, if considerad as an isolate data, did not exerce significative influence on prognosis of the epileptic syndrome; in these patients medical treatment lead to good results in about 80% of cases.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS

1. CANELAS, H. M. — Neurocisticercose: incidência, diagnóstico e formas clínicas. Arq. Neuro-Psiquiat. 20:1, 1963.         [ Links ]

2. CANELAS, H. M. — A cisticercose do sistema nervoso central. Rev. Med. 47:75, 1963.         [ Links ]

3. LAFORA, G. R. — Diagnostico y Tratamientos Modernos de la Neurosifllis. Imprensa Clásica Española, Madrid, 1920.         [ Links ]

4. MARQUES, A. — Sífilis do Sistema Nervoso. Edigraf, São Paulo, 1945.         [ Links ]

5. NONNE, M. & BALL, C. R. — Syphilis and the Nervous System. Lippincott Co., Filadélfia e Londres, 1916.         [ Links ]

6. TRELLES, J. O. & LAZORTES, J. — Cisticercosis cerebral: estudio clinico, histopatológico y parasitologico. Rev. Neuro-Psiquiat. (Lima) 3:393, 1940.         [ Links ]

7. TRELLES, J. O. & ROEDENBECK, S. D. — Estudios sobre neurocisticercosis. III. Formas clínicas poco frecuentes de cisticercosis cerebral. Rev. Neuro-Psiquiat. (Lima) 17:15, 1954.         [ Links ]

8. MARQUES-ASSIS, L. — Considerações a propósito do tratamento medicamentoso de 1217 pacientes epilépticos. I. Estudo em relação ao tipo de epilepsia e ao eletrencefalograma. Arq. Neuro-Psiquiat. (São Paulo) 27:31, 1969.         [ Links ]

9. MARQUES-ASSIS, L. — Tratamento medicamentoso de 1217 pacientes epilépticos. II. Estudo em relação à idade de início, ao tempo de doença e à freqüência das crises. Arq. Neuro-Psiquiat. (São Paulo) 28:44, 1970.         [ Links ]

10. MARQUES-ASSIS, L. & ABDALA, H. — O líquido cefalorraqueano nas epilepsias. Arq. Neuro-Psiquiat. (São Paulo) 21:79, 1963.         [ Links ]

 

 

Clínica Neurológica — Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo — Caixa Postal 3461 — São Paulo, SP — Brasil,
Trabalho realizado na Clínica Neurológica (Prof. Horácio M. Canelas) do Departamento de Neuropsiquiatria da F.M.U.S.P., apresentado no IV Congresso Brasileiro de Neurologia e II Congresso Brasileiro de Eletrencefalografia e Neurofisioolgia Clínica (Porto Alegre, 5 a 9 de julho de 1970).

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License