SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue1Histopathological and immunohistochemical study of the brain and heart in the chronic cardiac form of Chagas' diseaseMachado-Joseph disease op azorean ancestry in Brazil: the Catarina kindred neurological, neuroimaging, psychiatric and neuropsychological findings in the largest known family, the «Catarina» kindred author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.51 no.1 São Paulo Mar. 1993

http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X1993000100003 

Cysticercosis of the central nervous system and cerebrospinal fluid immunodiagnosis of 1573 patients in 63 years (1929-1992)

 

Neurocisticercose e líquido cefalorraqueano: imunodiagnóstico de 1573 pacientes estudados em 63 anos (1929-1992)

 

 

A. Spina-FrançaI; J.A. LivramentoII; L.R. MachadoII

IProfessor Emérito. CIN, Centro de Investigações em Neurologia, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) / LSF (Laboratório de Neurodiagnóstico)
IIProfessor Assistente. CIN, Centro de Investigações em Neurologia, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) / LSF (Laboratório de Neurodiagnóstico)

 

 


SUMMARY

Attention given to prophylaxis of neurocysiticercosis (NC) is far beyond minimal needs among several regions of the in-development world, and for this reason incidence of the disease persists high among them. This investigation was carried out to show the extent of the problem by analysing the incidence of NC in a region of Brazil (São Paulo). CSF immunodiagnosis of NC by detecting antibodies to Cysticercus cellulosae in a neurodiag-nostics laboratory is evaluated for this purpose. Cases studied in a 63-year period (1929-1992) are reviewed. Total cases in this period is 139,000, and for 1,573 (1.13%) diagnosis is NC. Special characteristics were not detected for colour and sex prevalence. Age bracket prevalence is from 21 to 40 years old (55.3%) high rates occurring for women between 21 to 30 years old, and for men between 31 to 40. Cases distribution in five consecutive decades (1942-1991) shows no decreasing tendency: average incidence is 1% for the 50 years, and it is over this average for the last three decades. Data confirm that incidence continues expressively high throughout the 50 years covered by this study.

Key words: cysticercosis, central nervous system, cerebrospinal fluid, immunodiagnosis, incidence.


RESUMO

A atenção dada à profilaxia da neurocisticercose (NC) encontra-se aquém do mínimo necessário em várias regiões do terceiro mundo, motivo pelo qual nelas a incidência da doença continua alta. Esta investigação foi feita para mostrar a importância do problema pela análise da incidência da NC em uma região do Brasil (São Paulo). Para tanto foram considerados os dados de um laboratório de neurodiagnóstico em que o imunodiagnóstico de NC é baseado na detecção de anticorpos a Cystioercus cellulosae no líquido cefalorraqueano (LCR). Os casos estudados no período de 63 anos (1929-1962) são revistos. O número de casos nesse período foi 139.000, o diagnóstico sendo NC em 1.573 deles (1,13%). Não foram encontradas características especiais de prevalência para cor e idade. A prevalência quanto a faixa etária se encontra entre 21 e 40 anos de idade (55,3%), sendo maior para mulheres entre 21 e 30 anos de idade e, pana homens entre 31 e 40. A distribuição dos casos em 5 décadas consecutivas (1942-1991) não mostra tendência a decréscimo: a incidência média foi 1% para os 50 anos, encontrando-se acima da média a incidência nas 3 últimas décadas. Esses dados confirmam que a incidência se mantém expressivamente alta nos 50 anos abrangidos pelo estudo.

Palavras-chave: cisticercose, sistema nervoso central, líquido cefalorraqueano, imunodiagnóstico, incidência.


 

 

Full text available only in PDF format.

Texto completo disponível apenas em PDF.

 

 

REFERENCES

1. Garcia E, Sotelo J. A new complement fixation test for the diagnosis of neurocysticercosis in cerebrospinal fluid. J Neurol 1991, 238:379-382.         [ Links ]

2. Lange O. Síndrome liquórico da cisticercose encéfalo meníngea. Rev Neurol Psiquiat São Paulo 1940, 6:35-48.         [ Links ]

3. Livramento JA. Contribuição das reações de imunofluorescência no líquido cefalorraqueano no estudo da neurocisticercose. Arq Neuro-Psiquiat (São Paulo) 1981, 39:261-278.         [ Links ]

4. Machado LR, Líquido cefalorraqueano e neurocisticercose: aspectos evolutivos dia resposta inflamatória celular. Arq Neuro-Psiquiat (São Paulo) 1987, 45:353-363.         [ Links ]

5. Monteiro Sales F. Sobre o diagnóstico da cisticercose humana. Arq Inst Penido Burnier (Campinas) 1934, 3:183-196.         [ Links ]

6. Moses A. Dos métodos biológicos de diagnóstico nas cisticercoses. Mem Inst Osw Cruz 1911, 3:320-327.         [ Links ]

7. Nieto D. Cysticercosis of the nervous system: diagnosis by means of the spinal fluid complement fixation test. Neurology 1956, 6:725-738.         [ Links ]

8. Pessoa SB, Silveira GF, Correa C. Reação do desvio do complemento na cisticercose a Cysticercus cellulosae usando-se como antígeno extrato de Cysticercus bovis. Bol Inst Hyg São Paulo 1927, 24:9-12.         [ Links ]

9. Reis JB, Bei A. A reação de fixação do complemento para o diagnóstico dia sífilis e da cisticercose no líquido cefalorraquidiano pela técnica de Wadsworth, Maltaner e Malta-ner. Rev Paul Med 1958, 53:439-458.         [ Links ]

10. Reis JB Filho, Santos V. Reação de imunofluorescência indireta no diagnóstico da neurocisticercose. Neurobiologia (Recife) 1992, 55:23-32.         [ Links ]

11. Spina-França A. Síndrome liquórica da neurocisticercose. Arq Neuro-Psiquiat (São Paulo) 1961, 19:307-314.         [ Links ]

12. Spina-França A. Cysticercosis of the central nervous system. In Chopra JS, Jagannathan K, Sawhney IMS (eds): Advances in neurology. Amsterdam: Elsevier, 1990, p 283-291.         [ Links ]

13. Spina-França A, Livramento JA, Machado LR. Imunodiagnóstico da neurocisticercose: comparação de resultados obtidos por técnicas diversas no líquido cefalorraqueano de 250 pacientes. XV Congresso Brasileiro de Neurologia, Porto Alegre: ABN, 1992.         [ Links ]

14. Takayanagui OM, Jardim E. Aspectos clínicos da neurocisticercose: análise de 500 casos. Arq Neuro-Psiquiat (São Paulo) 1983, 41:50-63.         [ Links ]

15. Trelles OJ, Trelles L. Cysticercosis of the nervous system. In Vinken PJ, Bruyn GI. (eds): Handbook of clinical neurology, Vol 35. Amsterdam: North-Holland, 1978, p 291-320.         [ Links ]

16. Weinberg M. Recherche des anticorps spécifiques dans la distomatose et la cysticercose. C R Soc Biol 1909, 66:219-221.         [ Links ]

17. World Federation of Neurology. News from the research groups: tropical neurology. World Neurol 1992, 7:7-9.         [ Links ]

 

 

Aceite: 15-julho-1992.

 

 

Dr. Antônio Spina-França — Caixa Postal 5190 — 01065-970 São Paulo SP — Brasil