SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue4Jayme Nasser author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Arquivos de Neuro-Psiquiatria

Print version ISSN 0004-282X

Arq. Neuro-Psiquiatr. vol.52 no.4 São Paulo Dec. 1994

https://doi.org/10.1590/S0004-282X1994000400027 

ANÁLISES DE LIVROS

 

 

LA MEDICINA DEL SUEÑO. ANTONIO CULEBRAS. Um volume (17,5 x 24,5 cm), encadernado, com 272 páginas, 38 figuras e 7 tabelas (ISBN 8475371426). Barcelona, 1994: Ancora S.A. (Mallorca 264, 3, 2, 08088 Barcelona, Espanha).

Diz o ditado que "prefácio não é lido Aqui há uma exceção. Escrito por Lluis Barraquer Borbas, o preâmbulo discorre em minúcias e extensamente sobre a história da pesquisa de sono, mais parecendo um texto à parte. Descreve como quem seguiu passo a passo esta evolução. Compreensivelmente, Barraquer Borbas enfatiza os autores e pesquisas de língua espanhola, o que não desmerece o texto, pelo contrário, nos permite ver muito do que não é usualmente citado nas obras anglo-saxãs. Neste prefácio, são mostradas as linhas de pesquisa na Espanha, os grupos de estudiosos, seus encontros, e mencionados os poucos livros anteriormente publicados naquele país sobre o sono.

O texto em si é excelente, bem atualizado, e nós certamente recomendamos a todos neurologistas estudá-lo por inteiro. Aos colegas de outras especialidades pode ser útil, como referência em temas ou dúvidas específicas, merecendo fazer parte das grandes bibliotecas. A sequência utilizada é clássica, ao iniciar com dados de anatomia, fisiologia e cronobiologia, seguidos da descrição dos diversos distúrbios do sono. Acompanha a ordem dos grupos principais da Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono (1990).

Por estar Culebras radicado nos EUA e fazer esta publicação na Espanha, em espanhol, compreendem-se algumas informações contraditórias. Se por um lado o prefácio enaltece a pesquisa do sono na Espanha, louvando-se a neurologia, a ciência e até a língua espanhola, por outro lado, há um capítulo dedicado a orientar a organização de um laboratório de sono com itens que só fazem sentido para os moradores dos EUA incluindo normas e requisitos para a filiação do laboratório à Associação Americana dos Distúrbios do Sono. Da mesma forma, descreve a estrutura econômica de um centro de sono, orientando os centros a serem montados nos EUA. Tal capítulo é perfeitamente dispensável fora dos EUA.

As referências citadas por Culebras são quase unicamente norte-americanas, sendo rara a citação de autores espanhóis e menos ainda de outros países de fala hispânica. De forma geral, as fontes são atualizadas e abrangentes,servindo como base para o leitor procurar mais.

As figuras são de qualidade desigual, mesclando bons desenhos de anatomia, gráficos e tabelas com charges humorísticas e interpretações artísticas do dormir. Estas últimas são irregulares, diria, variando desde as interessantes como a própria capa (desenho de A. Barrios, 1982), ou eternas como a visão dos pesadelos de Goya, até outras de qualidade duvidosa ou desgastadas por terem sido publicadas anteriormente em diversos livros semelhantes.

Culebras é uma das maiores autoridades na neurologia do sono, em nível internacional, e aqui nos oferece um grande trabalho. Aos neurologistas, cumpre desfrutar ao máximo deste texto.

 

THE FIRST ORIGIN OF THE CENTRAL, NERVOUS SYSTEM AND THE MEANING OF REM SLEEP PHILIP V. HALICKE. Urn volume encadernado (15,5 x 23,5 cm), com 87 páginas, 17 figuras e 2 tabelas (ISBN 1357918642). Chicago, 1993: Philip V. Halicke (1011 W Wellington Avenue, Chicago, IL 60057-4325, USA).

Uma pequena monografia editada pelo próprio autor poderia passar incógnita, perdida na pilha de publicações recentes sobre sono. Ela se destaca, porém, ao atingir um aspecto pouco estudado nas pesquisas atuais. É a confrontação conceitual da origem do sono, do ritmo sono-vigília e das suas próprias relações com o sistema nervoso central e com os relógios biológicos em seu sentido mais amplo.

Halicke sobressai pela postura corajosa e ponderada ante questões fundamentais na biologia do sono e principalmente do sono REM. Enquanto a maior parte dos investigadores mantém conceitos de origem do sono e do sono REM remontados a Darwin, Freud e Parkes, o autor desta monografia disseca as teorias daqueles e as críticas sob o prisma de hoje. Procura chegar a discenir a origem do ciclo sono-vigília, do sono e do próprio sono REM em seus primórdios. Não os primórdios usualmente considerados na filogênese, colocados nos répteis ou aves, mas nos primórdios realmente remotos, na origem da vida em formas moleculares, dos "protobiontes" da conhecida teoria de Oparin-Haldane. Argumenta fundamentando-se nos alicerces da biologia, mas não vacila em citar outras ciências como a filosofia e física.

É leitura para neurologistas versados nas bases do sono e abertos a ponderar sobre conceitos teóricos, por certo inusitados.

 

Rubens Reimão

 

 

NEUROLOGICAL MANIFESTATION OF SYSTEMIC DISEASES IN CHILDREN. A. Steinberg & I. Frank, editores. Um volume encadernado (16 x 24 cm) com 387 páginas. New York 1993: Raven Press, Ltd., 1185 Avenue of the Americas, New York, New York 10036. U$ 126,00.

Este livro é mais uma das publicações da série 'The International Review of Child Neurology" coordenada pela International Child Neurology Association (ICNA) que preza pela qualidade na promoção de publicações científicas de suporte e atualização para os estudiosos da neurologia pediátrica. Mantendo os padrões da ICNA, os autores discursam sobre temas que geralmente não são encontrados nos livros texto de pediatria ou de neurologia. Assim complementam os primeiros que, via de regra, se preocupam exclusivamente com as manifestações sistêmicas das doenças pediátricas e aos de neurologia que visam se concentrar nas patologias primárias.

Dividido em oito capítulos que abordam dados referentes às complicações ou manifestações neurológicas freqüentes de doenças pediátricas sistêmicas como desnutrição, patologias reumáticas, infecciosas, gastrointestinais, hepatobiliares, renais, cardíacas e endócrinas.

O comentário das manifestações neurológicas de cada patologia é escrito de forma sucinta, clara e direta, em geral, seguindo alguns tópicos como fisiopatologia, neuropatologia, quadro clínico, exames complementares e tratamento.

Com a disposição das patologias por sistemas e arranjo conciso e prático do texto os autores atingem com êxito total o alvo almejado, o de conferir ao livro uma característica de guia prático. Desta forma o livro é recomendado como manual para a clínica diária dos especialistas que lidam com a clínica pediátrica, em especial para os pediatras generalistas e para os neuropediatras.

 

Luciano José Basílio da Siva

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License