SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 issue1Uma nova forma de Coffea author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Bragantia vol.10 no.1 Campinas Jan. 1950

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051950000100001 

Contrôle de vira-cabeça do tomate pela destruição do vetor

 

 

A. S. CostaI; Reinaldo ForsterII; C. Fraga JúniorIII

IEngenheiro agrônomo, Secção de Genética
IIEngenheiro agrônomo, Estação Experimental Central
IIIEngenheiro agrônomo, Secção de Técnica Experimental e Cálculo, Instituto Agronômico de Campinas

 

 


RESUMO

Vários inseticidas foram ensaiados no contrôle da moléstia de vírus do tomateiro denominada vira-cabeça, transmitida por um tripes do gênero Frankliniella.
Os resultados obtidos nestes ensaios mostraram que, dos inseticidas ensaiados, Rhodiatox e Hexason 2540M foram os mais eficientes. Os dados obtidos permitem que se sugira o seguinte programa de pulverização de tomateiros, para o contrôle de vira-cabeça.
Na sementeira: Pulverizações de 3 a 5 dias com Rhodiatox (0,25 a 0,50%) ou Hexason 2540M (0,15%).
No canteiro de repicagem: Pulverizações cada 3 a 5 dias com Rhodiatox (0,50%) ou Hexason 2540M (0,15%).
Na plantação definitiva: Pulverizações cada 5 a 7 dias com Rhodiatox (0,50% a 1%) ou Hexason 2540M (0,25%) até cêrca de 40 dias após a transplantação.


SUMMARY

Spraying tests were made with several insecticides in an attempt to control the "vira-cabeça" disease of tomatoes (tomato spotted wilt) by killing the insect vector, a species of thrips belonging to the genus Frankliniella. The results obtained indicate that Rhodiatox (Brazilian trade name for a commercial preparation similar to Parathion, containing 5 per cent of p-nitrophenyl diethyl thiosphosphate) and Hexason 2540 M (a mixture of BHC with 2% gamma isomer, 5 per cent DDT and 40 per cent wettable sulfur) were better than tartar emetic or toxaphene, although these were somewhat effective.
Based on the results of these tests a tentative spraying program for the control of the disease in local tomato plantings is suggested.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1.  Forster, R. e A. S. Costa. Nota preliminar sobre a moléstia vira-cabeça do fumo. Boletim Técnico do Instituto Agronômico de Campinas 38 : 1-12. 1938.         [ Links ]

2.  Costa, A. S. Observações sôbre vira-cabeça em tomateiros. Bragantia 4 : 489-508. 1944.         [ Links ]

3.  Costa, A. S. Doenças de vírus do fumo, batata e tomateiro. Boletim do Ministério da Agricultura (Brasil) 1-82. 1948.         [ Links ]