SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue4-6Genética de Coffea: XV - Hereditariedade dos característicos principais de Coffea arabica L. Var. semperflorens K.M.C.Melhoramento do cafeeiro: VI - estudo e interpretação, para fins de seleção, de produções individuais na variedade bourbon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Bragantia vol.12 no.4-6 Campinas Apr./June 1952

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051952000200006 

Taxonomia de Coffea arabica L. V - Algumas recombinações genéticas(1)

 

 

A. Carvalho

Engenheiro agrônomo, Secção de Genética, Instituto Agronômico de Campinas

 

 


RESUMO

Os resultados das análises genéticas das principais variedades de Coffea arabica têm demonstrado que elas diferem da variedade typica, tomada como têrmo de comparação, apenas por um ou dois pares de fatores genéticos principais. Essas variedades de C. arabica se acham reunidas em uma coleção na Estação Experimental Central de Campinas, que atualmente conta 24 variedades. Diversas outras variedades se acham em estudo e ainda não foram descritas.
Em vista de se multiplicar a espécie C. arabica, praticamente por auto-fecundação (7 a 9% de sementes são resultantes de cruzamentos naturais), sugeriu-se que, sòmente após a obtenção da forma homozigota para os fatôres genéticos principais que as caracterizam, sejam as novas variações hereditárias descritas como variedades.
Durante a execução das análises genéticas, mais de uma centena de recombinações de fatôres foram obtidas, algumas das quais dão ao cafeeiro aparência bem diferente. Após apresentar os principais característicos morfológicos de algumas recombinações, chamou-se atenção para a inconveniência de virem a ser descritas como novas variedades, criando desnecessária complexidade à nomenclatura das variedades de C. arabica.


SUMMARY

Genetic analysis of the varieties of Coffea arabica L. revealed so far that most of them differ from the standard variety typica by one or two main pairs of genetic factors. Twenty four varieties are planted in a collection at the Central Experiment Station of the Instituto Agronômico, in Campinas. Several other varieties not yet described are being studied.
It is suggested that new variations found in C. arabica, which is self-fertile and predominantly self-pollinated in nature, be described as new varieties only after the homozygous condition for the genetic factors which are responsible for their main characteristics have been observed. Haploid (monosperma) and polyploid (bullata) plants should not be considered as varieties. In order to avoid unnecessary complexity in the taxonomy of C. arabica it is also suggested that recombinations of genetic factors which are individually responsible for the main characteristics of different varieties should not be described as new varieties.
More than one hundred recombinations of two pairs of factors were obtained in the course of the genetic analysis of C. arabica varieties, some of them determining striking phenotypical effects. The main features of a few recombinant types were described in this paper.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1.  Caminhoá, J. M. Em Elementos de botânica geral e médica. Tipografia Nacional, Rio de J., 2: 1283-1288. 1877.         [ Links ]

2.  Carvalho, A. e C. A. Krug. Agentes de polinização da flor do cafeeiro (Coffea arabica L.) Bragantia 9: 11-24. 1949.         [ Links ]

3.  Carvalho, A. Caracteres morfológicos dos haplóides dc Coffea arabica. Bragantia 12: 201-212. 1952.         [ Links ]

4.  Froehner, A. Die Gattung Coffea und ihre Arten. Sep. Engler's Batan. Jahrbucher 25: 1-67. 1898.         [ Links ]

5.  Krug, C. A. Genética de Coffea — Plano de estudos em execução no departamento de genética do Instituto Agronômico. Bol. téc. Inst. agron. Campinas 26: 1-39. 1936.         [ Links ]

6.  Krug, C. A. e A. Carvalho. Genética de Coffea III — Hereditariedade da côr amarela dos frutos. Bol. téc. Inst. agron. Campinas 82: 1-16. 1940.         [ Links ]

7.  Krug, C. A. e A. Carvalho. The genetics of Coffea. Hereditas, Lund. Suppl. Vol. 611-612. 1949.         [ Links ]

8.  Krug, C. A., A. Carvalho e J. E. T. Mendes. Taxonomia dc Coffea arabica L. III — Coffea arabica L. var. anormalis. Bragantia 11: 335-343. 1950.         [ Links ]

9.  Krug, C. A. e A. Carvalho. The genetics of Coffea. Advanc. Genet. 4: 127- 158. 1951.         [ Links ]

10.  Krug, C. A., J. E. T. Mendes e A. Carvalho. Taxonomia de Coffea arabica. L. Bol. téc. Inst. agron. Campinas 62: 1-57. 1938.         [ Links ]

11.  Krug, C. A., J. E. T. Mendes e A. Carvalho. Taxonomia de Coffea arabica L. II — Coffea arabica L. var. caturra e sua forma xanthocarpa. Bragantia 9: 157-163. 1949.         [ Links ]

12.  Mendes, A. J. T. e Osvaldo Bacchi. Observações citológicas em Coffea. Uma variedade haplóide (di-haplóide) de C. arabica L. Bol. téc. Inst. agron. Campinas 77: 1-26. 1940.         [ Links ]

13.  Mendes, J. E. T. e C. A. Krug. O cafeeiro e sua cultura. Bol. téc. Inst. agron. Campinas 54: 1-37. 1938.         [ Links ]

 

 

(1) Trabalho apresentado à Segunda Reunião Latino-Americana de Fitogeneticistas e Fitoparasitologistas, realizada em São Paulo, Piracicaba e Campinas! de 31 de março a 8 de abril de 1952.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License