SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issueUNICOCaracterísticas de umidade dos principais solos do estado de São PauloEffect of lime, manure, green manure, and NPK-fertilizers on the yields of sweet potatoes author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Bragantia vol.21 no.unico Campinas  1962

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051962000100019 

Séries monotípicas da bacia de taubaté 1 — Pinhão e pinda1

 

Monotypical series of taubate basin 1 — Pinhão and pinda

 

 

Francisco da Costa VerdadeI; Luiz Soares HungriaII

IEngenheiro-agrônomo, Seção de Agrogeologia, Instituto Agronômico
IIEngenheiro-agrônomo, Serviço do Vale do Paraíba.

 

 


RESUMO

Neste trabalho, foram estudados as séries monotípicas Pinhão e Pinda, para definição das características necessárias à sua identificação no campo, as propriedades químicos e morfológicas, visando a sua classificação.
A série Pinhão, origina-se de sedimento terciário com estratificação horizontal, ocorrendo em profundidade e exposto pela erosão. Aparece, em geral, na meia encosto de zona ondulada. Além dos solos associados com drenagem moderada e imperfeita, surgem outros formando litossequência de distribuição constante. O perfil, tem um horizonte A profundo e pequeno horizonte B, ambos apresentando pouca variação de côr dentro da respectiva camada. A textura, de barrenta, nas superfície, passa a argilosa em profundidade. O solo, tem pequeno teor em nutrientes das plantas, quer na forma assimilável, quer na forma total. A fração coloidal apresenta-se com caulinita, goethita e gibbsita. A análise espectrográfica ondica, que êste solo pode apresentar deficiências de micronutrientes para as culturas e também para os animais.
A série Pinda, tem as mesmas características da série Pinhão quanto ao material original, porém ambas são sedimentos argilosos. Distribui-se mais pelos altos dos morros, por ser derivada de sedimentos que cobrem os primeiros. Apresenta a mesma sucessão de horizontes que a anterior, com uma distribuição de matéria orgânica mais profunda. Quimicamente, são solos semelhantes ao primeiro, porém de maior produtividade. A fração argila, também é caulinita associada à goethita, estando ausente a gibbsita.
Êsses solos são clossificados na subordem Latossolo, mas, apesar de se definir a morfologia e a gênese assinalando-se os pontos de contacto entre as séries, não se procurou definir um Grande Grupo.


SUMMARY

Both monotypical series were studied to determine the most important characteristics for their field determination and chemical, physical and morphological properties necessary for soil classification.
The Pinhão soil is originated from Terciary sediments with horizontal stratification and exposed by erosinon. It is located at the middle of the slopes. This well-drained upland soil forms a catena, litho-sequence and topo-litho sequences of relatively constant distribution. The profile has a deep A horizon and small B, both with little color variation within the layer. The texture is loam at surface and becomes clay at depth. The mineral plant nutrients are in low status. Kaolinite, goethite (?) and gibbsite are the most important components of clay fraction. The soil belongs to the sub-order Latosol.
The Pinda series has the same origin as Pinhão but it's layers covers the latter, Its distribution is in the upper port of rolling topography and it forms catena, litho-sequence with the serie Pinhão and other soil. The horizon sequence is the same as Pinhão, but the organic content is higher, even at one meter deep carbon is around 1%. This porperty determines dark colors to the upper part of sollum. The mineral plant nutrients are low; in the clay fraction kaolinite and goethite were found but gibbsite was absent. It is considered as a Latosol.


 

 

Texto completo disponivél apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1. CATANI, R. A., GALLO, J. R. & GARGANTINI, H. Amostragem de solo, métodos de análise, interpretação e indicações gerais para fins de fertilidade. Campinas, Instituto Agronômico, 1955. 29 p. (Boletim n.° 69).         [ Links ]

2.  GARGANTINI, H. Levantamento da fertilidade de solos da Estação Experimental de Pindamonhangaba. Bragantia 17:[177]-193. 1958.         [ Links ]

3.  KELLOG, C. E. Tropical soil, In International Congress of Soil Science, Amsterdam, 1950. Transactions v. 1 :[1]-11. (Reprint).         [ Links ]

4.  MEDINA, H. P. & GROHMANN, F. Contribuição ao estudo da análise granulométrica do solo. Trabalho apresentado no VI Congr. Bras. Ciência do Solo, Salvador, Bahia, 1957. [A publicar]         [ Links ].

5.  PAIVA, J. E. (netto), CATANI, R. A., QUEIROZ, M. S. & KÜPPER, A. Contribuição ao estudo dos métodos analíticos e de extração para o caracterização química dos solos do Estado de São Paulo. In Reunião Brasileira de Ciência do Solo, 1 .ª Rio de Janeiro, 1947. Anais. Rio de Janeiro, Soc. Bras. Sci. Solo, 1950. p. [79]-108.         [ Links ]

6. VERDADE, F. C. Composição química de alguns solos do Estado de São Paulo. I — Elementos K, Na, Ca e Mg. Bragatia 19:[547]-565. 1960.         [ Links ]

7. _______. Composição química de alguns solos do Estado de São Paulo. II — Fósforo e manganês. Bragantia 19:[567]-577. 1960.         [ Links ]

8. _______. Composição química de alguns solos do Estado de São Paulo. III— Sesquíóxidas, sílica e certas relações moleculares. Bragantia 20: 1961.         [ Links ]

9._______. HUNGRIA, L. S., RUSSO, R. (& outros). Solos da Bacia de Taubaté (Vale do Paraíba). Bragantia 20:[43]-322. 1961.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 10 de fevereiro de 1962.

 

 

1 Trabalho apresentado ao VIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, realizado em Belém, Pará, de 15 a 31 de julho de 1961.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License