SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issueUNICOA study of the earth dam "monjolinho" watershedEvaluation of blast furnace slags as correctives for soil acidity author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Bragantia vol.21 no.unico Campinas  1962

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051962000100044 

Competição entre materiais corretivos (escórias de siderurgia x calcário) em solos de várzea do vale do paraíba

 

Utilization of two types of blast furnace slag as a soil corrective in the paraíba valley

 

 

A. Gentil GomesI; Hermano GargantiniII, 1; Geraldo GuimarãesIII, 2; A. C. Pimentel WutkeIV, 3

IEngenheiro-agrônomo
IIEngenheiro-agrônomo, Seção de Fertilidade do Solo
IIIEngenheiro-agrônomo, Serviço do Vale do Paraíba
IVEngenheiro-agrônomo, Seção de Fertilidade do Solo, Instituto Agronômico

 

 


RESUMO

Embora apresentando os solos do Vale do Rio Paraíba, com poucas exceções, acidez de média a elevada, muito pouco uso de corretivos de solos tem sido feito. Êste fato se deve principalmente ao pequeno número de jazidas de calcário existente na região, insuficiente para atender à demanda desse material para a agricultura.
Visando colaborar na solução do problema, foram estudadas em seis experimentos instalados em solos de várzea, as possibilidades de utilização de dois tipos de escórias, provenientes da Usina Siderúrgica Nacional de Volta Redonda e da produção de aço em São Caetano e Moji das Cruzes. Nesses ensaios, em culturas de batata e tomate, foram comparados os dois tipos de escórias e um de calcário, em três níveis, tendo como testemunha um tratamento que recebeu apenas a adubação básica, NPK.
Os resultados obtidos autorizam a recomendação do emprêgo das escorias. Para sua comercialização, entretanto, necessário se torna alterar o grau de moagem, para que sua granulometria satisfaça às exigências legais.


SUMMARY

Although the soil in the Paraiba Valley generally presents medium to high acidity, the practice of liming is not yet widespread there. One of the reasons for this is the lack of enough lime sources in its vicinity.
As a contribution to the study of the liming problem in the Paraiba Valley, six experiments were carried out on various types of soils in the area, comparing two types of slags with limestone as soil correctives. The slags were obtained from the Usina Siderúrgica Nacional, Volta Redonda and from the São Caetano Steel Plant, São Caetano. They were conducted with the tomato and potato crops. Three levels of each type of slag or limestone, plus a complete fertilizer, were compared. Control plots received only the fertilizer.
The results from these experiments indicated that the two types of slag compared favorably with limestone as a calcium source. Both can be recommended as a corrective for soil acidity in the Paraiba Valley, provided that they can be supplied in the granulation as required by the regulations.


 

 

Texto completo disponivél apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1.  BEACHER, R. L., LONGENECKER, D. & MERKLE, F. G. Influence of form, fineness and amount of limestone on plant development and certain soil characteristics. Soil Sci. 73:75-82. 1952.         [ Links ]

2.  CASTRO, F. S. & RODRIGUEZ, G. A. Efecto de la cal y el fósforo sobre la producción de maiz en suelos de la serie Chinchina. Federación Nacional de Cafeteros, vol. 2. 1958. 20 p. (Boletim Técnico n.° 20).         [ Links ]

3.  CATANI, R. A.. GALLO, J R. & GARGANTINI, H. Amostragem de solo, métodos de análise interpretação e indicações gerais para fins de fertilidade. Campinas, Instituto Agronômico, 1955. 45 p. (Boletim n.º 69).         [ Links ]

4.  GALLO, J. R. & CATANI, R. A. Solubilidade de alguns tipos de calcários. Bragantia 13: [63]-74. 1954.         [ Links ]

5 _________& GARGANTINI. H. Efeito de três tipos de calcários na reação do solo e no desenvolvimento da soja Bragantia 15: [121]-130. 1956.         [ Links ]

6.  GUIMARÃES, JOSÉ EPITÁCIO PASSOS. Problemas técnicos e econômicos da indústria e do consumo de corretivo de acidez no Estado de São Paulo. São Paulo, Secretaria da Agricultura, Diretoria de Publicidade Agrícola, 1958. 33 p.         [ Links ]

7. _________. O emprêgo de escórias de alto forno a coque na agricultura. São Paulo, Instituto Geográfico e Geológico, 1960. 16 p. (Notas Prévias n.° 3).         [ Links ]

8.  MENDES, W. & CASTRO, A. F. A influência da cal na adubação fosfatada. In Reunião Brasileira de Ciência do Solo, Pernambuco, 1951. Anais, p. 487.         [ Links ]

9.  MEYER, T. A. & VOLK, G. W. Èffect of particle size of limestone on soil reaction, exchangeable cations and plant growth. Soil Sci. 73:37-52. 1952.         [ Links ]

10.  SCHRADER, O. L. O emprêgo do calcário na correção dos solos ácidos da Baixada de Sepetiba. In Reunião Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, São Paulo, 1949. Anais p. 305.         [ Links ]

11. _________. O emprêgo do calcário na correção dos solos ácidos da Baixada de Sepetiba. In Reunião Brasileira de Ciência do Solo, Pelotas, Rio Grande do Sul, 1955. Anais, p. 260.         [ Links ]

12. __________& BRITO, D. P. P. S. O emprêgo do calcário na correção dos solos ácidos da Baixada de Sepetiba. In Reunião Brasileira de Ciência do Solo, Recife, Pernambuco, 1951. Anais, p. 445.         [ Links ]

13.  VERDADE, F. C, HUNGRIA, L. S. RUSSO, R. (e outros). Solos da Bacia de Taubaté (Vale do Paraíba). Levantamento de reconheci, mento, séries monotípicas, suas propriedades genético-morfologicas, físicas e químicas. Bragantia 20:[43]-322. 1961.         [ Links ]

14.  VIÉGAS, G. P. & FREIRE, E. S. Adubação do milho. X — Ensaios com calcário. Bragantia 15:[169]-176. 1956.         [ Links ]

15.  WHITTAKER, COLIN W. Blast furnace slag in agriculture. Pit and Quarry [USA?], September, 1955. p. 139-150. [Original não consultado; cópia fotostática]         [ Links ].

16.  WUTKE, ANTÔNIO CARLOS PIMENTEL, GARGANTINI, HERMANO & GOMES, A. GENTIL. Avaliação das possibilidades de escórias de siderurgia como corretivos da acidez do solo. [A publicar]         [ Links ].

 

 

Recebido para publicação em 22 de junho de 1962

 

 

1 Designado pelo Instituto Agronômico, para colaborar nos projetos agronômicos do Serviço do Vale do Paraíba, da D.A.E.E.
2 Do Departamento de Águas e Energia Elétrica da Secretaria da Viação e Obras Públicas.
3 Os autores agradecem a colaboração do engenheiro-agrônomo Antônio Ladislau Coelho, na condução dêstes ensaios.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License