SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número2Bambu como matéria-prima para papel: V - Estudos sôbre o emprêgo de quatro espécies de Dendrocalamus,na produção de celulose sulfatoOcorrência de Meloidogyne javanica(Treub 1885) Chitwood 1949, em Celosia argentea L índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Bragantia

versão impressa ISSN 0006-8705versão On-line ISSN 1678-4499

Bragantia vol.30 no.2 Campinas maio 1971

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051971000200017 

Levantamento pedológico detalhado da estação experimental de Jundiaí, SP*

 

Detailed soil survey of the agricultural experiment station at Jundiaí, SP

 

 

J. Valadares; I. F. Lepsch; A. Küpper

Engenheiros-agrônomos, Seção de Pedologia, Instituto Agronômico

 

 


SINOPSE

Neste trabalho descreve-se o levantamento pedológico detalhado da Estação Experimental de Jundiaí, São Paulo, que ocupa área de 142 ha.
O levantamento dos solos foi executado ao nível de série, e identificaram-se nove unidades. São apresentadas as descrições e as análises de cinco Inceptisols, três Ultisols e dois Oxisols.
Foi elaborado um mapa pedológico, na escala de 1:5.000.


SUMMARY

In this paper the detailed soil survey of the Agricultural Experiment Station at Jundiaí, State of São Paulo, is described.
The soil survey was done at the series level for the 142 ha of the Agricultural Experiment Station. Nine soil units were identified, the description and analysis of 5 Inceptisols, 3 Ultisols and 2 Oxisols are given.
A soil map at 1:5,000 scale is also presented.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1. BRIGGS, L. J. & McLANE, J. W. The moisture equivalent of soils. Washington, U.S. Dep. Agric. 1907. 23p. (Bur. Soils Bull. 45)        [ Links ]

2. CAMPINAS. Instituto Agronômico. Manual para descrição do solo no campo. Campinas, 1969. 48p. (Boletim 188)        [ Links ]

3. CARVALHO, A; MELFI, A. J.; BITTENCOURT, L; QUEIROZ NETO, J. P. & NAKASHIMA, P. Sedimentos neocenozóicos na área de Campinas, Estado de São Paulo. In: Congreso Brasileiro de Geologia, 21 Curitiba, 1967. Anais. São Paulo, Sociedade Brasileira de Geologia, 1967. p.58-70.         [ Links ]

4. CATANI, R. A. & KÜPPER, A. Algumas características químicas dos solos do Estado de São Paulo e sua interpretação analítica. Bragantia 6:147-163, 1946.         [ Links ]

5. ________ & PAIVA NETO, J. e. Dosagem do potássio e sódio pelo fotômetro de chama, sua aplicação em análise de solo. Bragantia 9:175-183, 1940.         [ Links ]

6. ESTADOS UNIDOS. Department of Agriculture. Soil Survey Staff. Soil classification: a comprehensive system. 7th approximation, Washington, Soil Cons. Serv., 1960. 265p.         [ Links ]

7. ________. Supplement to soil classification system (7th approximation). Washington, Soil Cons. Serv., 1967. 207p.         [ Links ]

8. ________. Amendmnts to the March 1967 Supplement to soil classification system. Washington, Soil Cons. Serv., 1968. 52p.         [ Links ]

9. INSTITUTO DE QUÍMICA AGRÍCOLA. Seção de Solos, Rio de Janeiro. Método de análise do solo. Rio de Janeiro, 1949. 63p. (Bol. 11)        [ Links ]

10. MEDINA, H. P. Modificação da terminologia das classes limosas da classificação granulométrica do solo (I.A. Campinas). Apresentado no VIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Belém, 1961.         [ Links ]

11. ________& GROHMANN, F. Considerações gerais sobre a capacidade de campo. Nota prévia apresentada no VIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, Belém, 1961.         [ Links ]

12. ________ & ________. Contribuição ao estudo da análise granulométrica do solo. In: Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 6., Salvador, 1957. Anais. Rio de Janeiro, Soe. bras. Ciência do Solo, 1962. p.29-38.         [ Links ]

13. NASCIMENTO, A. C. Métodos de análise de solos, utilizados na Seção de Agrogeologia do Instituto Agronômico de Campinas. Campinas, 1969. 20p. (Datilografado)        [ Links ]

14. NORTH CAROLINA. Agricultural Experimental Station. Soil tests compared with field, greenhouse and laboratory results. Raleigh, Soil Test Work Group, 1956. 36p. (Tech. Bull. 121)        [ Links ]

15. PAIVA NETO, J. E.; NASCIMENTO, A. C; KÜPPER, A.; VERDADE, F. C; MEDINA, H. P. & GROHMANN, F. Solos da bacia Paraná-Uruguai. São Paulo, Comissão Interestadual da Bacia Paraná-Uruguai, 1961. 168p.         [ Links ]

16. RAIJ, B. van. Determinação de cálcio e magnésio pelo EDTA em extratos ácidos de solos. Bragantia 25:317-26, 1966.         [ Links ]

17. REID, P. H. & COPELAND, C. Tentative analytical methods used for the testing of farmer's samples by the Soil Testing Division. Raleigh, North Carolina Dep. of Agr., 1966. 15p. (Mimeografado)        [ Links ]

18. RICHARDS, L. A. A pressure membrane extraction apparatus for soil solutions. Soil Sci. 51:377-86, 1951.         [ Links ]

19. SERVIÇO NACIONAL DE PESQUISAS AGRONÔMICAS. Comissão de Solos. Levantamento de reconhecimento dos solos do Estad . de São Paulo. Rio de Janeiro, Ministério da Agricultura, 1960 634p. (Boletim 12)        [ Links ]

20. ________. Levantamento de reconhecimento dos solos da região sob influência do reservatório de Furnas. Rio de Janeiro, Mi nistério da Agricultura, 1962. 462p. (Boletim 13)        [ Links ]

21. THORNTHWAITE, C. W. & MATHER, J. R. The water balance Centerton, New Jersey, Drexel Institute of Technology, 195;,. 104p. (Publications in climatology, vol. 8, n.° 1)        [ Links ]

22. THORP, J. & SMITH, G. D. Higher categories of soil classification: order, sub-order, and great soil groups. Soil Sci. 67:117-123, 1949.         [ Links ]

23. VETTORI, L. Métodos de análise de solo. Rio de Janeiro, Ministério da Agricultura, Equipe de Pedologia e Fertilidade do Solo, 1969. 24p. (Bol. técnico 7)        [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 7 de Julho de 1971.

 

 

* Trabalho apresentado no XII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, realizado em Curitiba, em julho de 1969.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons