SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue1Transference of the genes SH2 and SH3 for resistance to Hemileia vastatrix to the mundo novo cultivar of C. arabicaMineral composition of three lowland rice cultivars author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705On-line version ISSN 1678-4499

Bragantia vol.36 no.1 Campinas  1977

https://doi.org/10.1590/S0006-87051977000100007 

Qualidade da bebida do café — efeito do acondicionamento e do tempo de conservação1

 

Coffee cup quality — effect of storage time

 

 

A. A.TeixeiraI; L. C. FazuoliII, 2; A. CarvalhoII, 2

IIBC-SERAC. SP-1, IAC
IISeção de Genética, Instituto Agronômico, IAC

 


SINOPSE

O efeito do tempo de armazenamento sobre a qualidade da bebida de café do cultivar mundo novo de Coffea arabica foi estudado em Campinas, no período de junho de 1974 a março de 1976. Planejou-se o delineamento em blocos ao acaso para as amostras, sendo analisada a bebida do café despolpado e beneficiado conservado em latas hermeticamente fechadas, em sacos de plástico, de aniagem, de tecido de algodão e de papel. Para os testes de bebida adotou-se o delineamento de blocos ao acaso. Três séries de amostras foram retiradas 5, 16 e 21 meses, após o inicio do experimento e analisadas quanto à qualidade da bebida, usando-se a escala de 0-5 pontos, normalmente empregada para essas avaliações.
Não se notaram efeitos de embalagem nas amostras analisadas na primeira época, tendo as médias de pontos variado de 3,2 a 3,3. Para a segunda e terceira épocas, notaram-se diferenças significativas, sendo obtidas médias de pontos maiores nas amostras conservadas em latas e em sacos de plástico, que constituem as melhores embalagens. O tempo de armazenamento influiu desfavoravelmente para os tratamentos. Quanto à cor dos grãos, as amostras conservadas em latas e em sacos de plástico revelaram-se inalteradas, enquanto as demais pioraram, tornando-se esbranquiçadas. O teor de umidade revelou-se menor nas latas e nos sacos plásticos, bem como os valores da peneira média. Nessas embalagens observou-se maior peso de sementes de algumas peneiras.


SUMMARY

The effect of storage time on the Coffea arabica cv. Mundo Novo bean cup quality was analysed from June 1974 to March 1976. Five container types were used as follows: can, cotton and jute sacks, polyethylene and kraft paper bags. A randomized block design was used with five replications for each container. Coffee sarnples were analysed 5, 16, and 21 months after the beginning of the experiment. Coffee cup quality was determined by three independent coffee experts, using randomized block design and a five point scale for coffee quality evaluation.
The coffee samples taken after five months did not reveal any effect of storage in the different containers. The average points attributed to the coffee cup quality varied from 3.2 to 3.3 points Samples taken 16 and 21 inonths after starting the experiment revealed a significative effect of the container types. The can and the polyethylene bags containers gave better cup quality. The average points given to the cup quality also decreased with storage time in all types of containers used. A marked effect of the container types on the bean color in the seed humidity, size and weight of the beans was observed for the coffee storaged for 21 months. The coffee samples preserved its normal green color in the can and in the polyethylene containers.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

LITERATURA CITADA

1. BACCHI, O. O branqueamento dos grãos de café. Bragantia 21:467-484, 1962.         [ Links ]

2. CALDAS, J. P. Alguns problemas da classificação do café de Amboim e Seles. Rev. Café Português 2(8) :23-37, 1955.         [ Links ]

3. GARRUTI, R. S. & CONAGIN, A. Escala de valores para avaliação da qualidade da bebida do café. Bragantia 20:555-560, 1961        [ Links ]

4. JORDÃO, B. A. Almacenaje de cafe beneficiado, a granel en silos y en sacos en bodegas. Memoria Simposio Latinoamericano sobre Almacenamento, Manejo y Conservacion de productos agrícolas. Mexico, 1970, p. 394-397.         [ Links ]

5. __________ & outros. Armazenamento do café beneficiado a granel, em silo com ventilação natural. Coletânea do Instituto de Tecnologia de Alimentos 3:253-281, 1969/70.         [ Links ]

6. KRUG, C. A. O cálculo da peneira média na seleção do cafeeiro. Rev. Instituto Café, S. Paulo 26(156) :123-127, 1940.         [ Links ]

7. NORTHMORE, J. M. Raw bean colours and the quality of Kenya Arabica coffee. Kenya Coffee 33:297-302. 1968.         [ Links ]

8. RIGITANO, A.; TOSELLO, A.; SOUSA, O. F.; GARRUTTI, R & JORGE, J. P. N. Observações preliminares sobre o armazenamento do café beneficiado, a granel. Bragantia 23:39-43, 1964.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 5 de agosto de 1976.

 

 

Os autores agradecem a colaboração dos classificadores, Srs. José Luiz Barbosa de Toledo, Moacir Aprigio de Menezes e José Canabrava Barbosa.
1 Trabalho parcialmente realizado com recursos do Instituto Brasileiro do Café. Um resumo do trabalho foi apresentado na XXVIII Reunião Anual da SBPC.
2 Com bolsa de suplementação do C.N.Pq.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License