SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 issue1Effect of different herbicides on garlic and onion cropsExchangeable aluminum and base saturation as criteria for lime requirement author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705On-line version ISSN 1678-4499

Bragantia vol.42 no.1 Campinas  1983

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051983000100012 

ARTIGOS

 

Melhoramento do trigo.V. Estimativas da herdabilidade e correlações entre altura, produção de grãos e outros caracteres agronômicos em trigo1

 

Wheat breeding. V. Heritability estimates and correlations between plant height, grain yield and other agronomic characteristics in wheat

 

 

Carlos Eduardo de Oliveira Camargo2; Otávio Franco de Oliveira

Seção de Arroz e Cereais de Inverno, Instituto Agronômico, IAC

 

 


RESUMO

Visando estimar a herdabilidade para várias características da planta do trigo (altura, produção de grãos, número de espigas por planta, de espiguetas por espiga, número de grãos por espiga e por espigueta, peso de cem grãos, comprimento da espiga e comprimento do internódio da raque), bem como as correlações entre elas, foram efetuados cruzamentos entre o cultivar IAC-5, de porte alto com 'Tordo', 'Vican-71' e 'Olesen', de plantas anãs, e com 'Siete Cerros', de porte semi-anão. Plantas representando os pais e as gerações F1 e F2 e os retrocruzamentos para ambos os pais foram estudadas em um ensaio em blocos ao acaso, com quatro repetições, na Estação Experimental de Itararé. Os dados de altura, produção de grãos e outros caracteres agronômicos foram obtidos na base de plantas individuais. Os cultivares escolhidos representaram um largo espectro de diversidade genética para altura das plantas, número de espiguetas por espiga, comprimento do internódio da raque e da espiga, número de espigas por planta e de grãos por espigueta e por espiga. A herdabilidade no sentido amplo para altura foi 0,8783, enquanto para número de espiguetas por espiga, comprimento do internódio da raque, número de grãos por espigueta e de espigas por planta, número de grãos por espiga e peso de cem grãos, os valores observados variaram de 0,3423 a 0,5073. As estimativas obtidas da herdabilidade no sentido amplo para produção de grãos e comprimento da espiga foram 0,2034 e 0,2963 respectivamente. Os valores da herdabilidade no sentido restrito para altura foram 0,8155 e 0,9290 dependendo do método empregado nas suas estimativas, e de 0,2232 a 0,3822 para os demais caracteres estudados; grande parte, porém, da variação genética total encontrada nas populações, para os diferentes caracteres em estudo, foi associada a uma ação aditiva de genes. Nas populações estudadas a característica porte alto foi correlacionada significativamente com maior produção de grãos por planta, de espigas por planta, de espiguetas por espiga, de grãos por espiga, grãos mais pesados e espigas mais longas. Nas populações F2 dos cruzamentos IAC-5 x Olesen e IAC-5 x Tordo, planta alta não se associou significativamente com maior número de grãos por espigueta, o mesmo se observando no F2 dos cruzamentos IAC-5 x Vican-71 e IAC-5 x Olesen para essa característica em relação ao maior comprimento do internódio da raque. Os resultados mostraram também que para a obtenção de plantas de porte médio com alto potencial de produção, qualquer uma das fontes de nanismo estudadas poderia ser utilizada, desde que grandes populações F2 fossem plantadas para assegurar maior freqüência de recombinantes desejáveis.


SUMMARY

In an experiment carried out at Itararé Experimental Station, a standard height cultivar IAC-5 was crossed with the semidwarf cultivar Siete Cerros and the dwarf cultivars Tordo, Vican-71 and Olesen. Parents, F1s , F2's and reciprocal backcrosses were tested for grain yield, plant height, number of spikes per plant, number of spikelets per spike, number of grain per spike, number of grain per spikelet, 100 grain weight, spike lenght, rachis internode lenght. All data were determined on an individual plant basis.
Broad sense heritability estimates were very high for plant height, moderate for number of spikelets per spike, rachis internode lenght, number of grain per spikelet, number of spikes per plant, number of grain per spike and 100 grain weight, low for grain yield and spike lenght. Narrow sense heritability estimates were very high for plant height and moderate to low for the rest of agronomic characteristics under study. Additive effects were the main source of genetic variation for all studied characters except for 100 grain weight.
Plant height was significantly correlated in all studied populations with grain yield, number of spikes per plant, number of spikelets per spike, number of grain per spike, 100 grain weight and spike lenght. Segregating population from the crosses IAC-5/Tordo and IAC-5 showed no correlations between plant height and number of grain per spikelet and no associations between plant height and rachis internode lenght was verified for the F2 populations from the crosses IAC-5 /Vican-71 and IAC-5/Olesen.
The results showed that any source of dwarfism could be used efficiently in a breeding program towards the development of semi-dwarf associated with high yield potential lines. However larger F2 populations would be required to ensure the frequency of desired recombinants.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. BRIGGS, F. N. & KNOWLES, P. F. Introduction to plant breeding. Reinhold Publishing Corporation, 1977. 426p.        [ Links ]

2. CAMARGO, C. E. O. & OLIVEIRA, O. F. Melhoramento do trigo II: estudo genético de fontes de nanismo para a cultura do trigo. Bragantia, Campinas, 40:77-91, 1981.        [ Links ]

3. __________; KRONSTAD, W. E.; METZGER, R. Parent-progeny regression estimates and associations of height levels with aluminum toxicity and grain yield in wheat. Crop Science, 20:355-358, 1980.        [ Links ]

4. FALCONER D, S. Introduction to quantitative genetics. New York, Ronald Press Co., 1960. 365p.        [ Links ]

5. FONSECA, S. & PATTERSON, F. L. Yield components, heritabilities and interelationships in winter wheat. (Triticum aestivum L.). Crop Science, 8:614-617, 1968.        [ Links ]

6. JOHNSON, U. A.; BIEVER, K. J.; HAUNOLD, A.; SCHMIDT, J. N. Inheritance of plant height and seed characteristics in a cross of hard red winter wheat (Triticum aestivum L.) Crop Science, 6:336-338, 1966.        [ Links ]

7. KETATA, H.; EDWARDS, L. H.; SMITH, E. L. Inheritance of eight agronomic characters in a winter wheat cross. Crop Science, 16:19-22, 1976.        [ Links ]

8. KRONSTAD, W. E. & FOOTE, N. H. General and specific combining ability estimates in a winter wheat (Triticum aestivum Vill., Host). Crop Science, 4:616-619, 1964.        [ Links ]

9. PEPE, J. F. & HEINER, R. E. Plant height protein percentage, and yield relationships in spring wheat. Crop Science, 15:793-797, 1975.        [ Links ]

10. WARNER, J. N. A method for estimating heritability. Agronomy Journal, 7:427-430, 1952.        [ Links ]

 

 

Recibo para publicação a 9 de novembro de 1981.

 

 

1 Com verba suplementar do Acordo do Trigo entre as Cooperativas de Produtores Rurais do Vale do Paranapanema e a Secretária de Agricultura e Abastecimento, através do Instituto Agronômico.
2 Com bolsa de suplementação do CNPq.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License