SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue1Rapid estimation of leaf area in grape, cv. Niagara Rosada author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705On-line version ISSN 1678-4499

Bragantia vol.45 no.1 Campinas  1986

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051986000100022 

NOTAS

 

Atividade respiratória de solo tratado com vinhaça e herbicida1

 

Respiratory activity of stillage and herbicide treated soil

 

 

Eli Sidney LopesI; Sonia Cristina PeronII; Edilberto Princi PortugalII; Otávio Antonio de CamargoIII; Sueli dos Santos FreitasI

ISeção de Microbiologia do Solo, Instituto Agronómico (IAC), Caixa Postal 28, 13001 Campinas (SP)
IIBiólogo estagiário, Seção de Microbiologia do Solo, IAC
IIISeção de Pedologia, IAC. Com bolsa de suplementação do CNPq

 

 


RESUMO

Um experimento foi instalado a campo num Latossolo Vermelho-Escuro distrófico textura argilosa, da Estação Experimental de Limeira, em Cordeirópolis, SP, do Instituto Agronômico, para avaliar a atividade respiratória desse solo, quando enriquecido com vinhaça e tratado com o herbicida 2,4D. A vinhaça fora aplicada por quatro vezes, de seis em seis meses, em doses de 0, 100 e 1.000 m3/ha, sendo as determinações feitas seis meses após a última aplicação. O herbicida foi aplicado imediatamente antes do início das determinações das atividades respiratórias e, o solo, mantido livre de vegetação. A atividade respiratória foi avaliada, medindo-se o CO2 coletado em solução de KOH, em câmaras cilíndricas de PVC, em turnos de doze horas, durante quatro dias. As maiores taxas de CO2 (77,5 mg CO2/m2.h) foram observadas no período diurno, e estiveram relacionadas com as temperaturas mais elevadas. Mesmo aos seis meses da aplicação da vinhaça, observou-se maior atividade respiratória nos tratamentos com o resíduo. O herbicida 2,4D, na dose de 3,0 litros /hectare, não influenciou a atividade respiratória.

Termos de indexação: vinhaça, herbicida 2,4D, respiração edáfica, microrganismos.


SUMMARY

A field experiment was carried out on a clayey dystrophic Dark-Red Latosol at the Limeira Experimental Station of the Instituto Agronômico (Cordeirópolis, State of São Paulo, Brazil), to evaluate the respiratory activity of the soil when enriched with stillage and treated with the herbicide 2,4D. Stillage was applied three times with a six month interval at 0, 100, and 1,000 m3/ha, and the CO2 evolution measurements began six months after the last application. The soil was maintained free from vegetation all over the experiment. The CO2 was trapped by KOH in PVC cilindric chambers, and collected every 12 hours for analysis, during four days. Highest CO2 evolution rates (77.5mg CO2/m2.h) were observed in daytime. Even six months after stillage application, the rate of CO2 evolution was higher in treated soils. The herbicide, applied at 3,0 l/ha, showed no significant influence on soil respiratory activity.

Index terms: stillage, herbicide 2,4D, soil respiration, microorganisms.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALEXANDER, M. Introduction to soil Microbiology. New York,John Wiley, 1961. 472p.        [ Links ]

ANDERSON, J.R. Pesticide effects on non-target microorganisms. In: HILL, I.R. & WRIGHT, S.J.L. Pesticide Microbiology. London, Academic Press, 1978. p.313--533.        [ Links ]

GRISI, B.M. Método químico de medição da respiração edáfica: alguns aspectos técnicos. Ciência e Cultura, São Paulo, 30:82-88, 1978.        [ Links ]

LIMA, I.T. Efeitos da aplicação da vinhaça sobre a microflora do solo. Rio de Janeiro, UFRRJ, 1980. 150p. Tese (Mestrado)        [ Links ]

MEDINA, E. Respiración edáfica de algunas comunidades tropicales. Boletín de la Sociedad Venezuelana de Ciências Naturales, Caracas, 28:211-230, 1969.        [ Links ]

RAIJ, B. van & ZULLO, M.A.T. Métodos de análise de solo para fins de fertilidade. Campinas, Instituto Agronômico, 1977. 16p. (Circular, 63)        [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 16 de julho de 1985

 

 

1 Convênio IAC/MIC/STI/FUNAT.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License