SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.54 issue2Sugarcane breeding: X. Evaluation of clones obtained by hibridization in 1981 and selected in Jaú region, state of São Paulo, BrazilPathogenicity of Rhizoctonia solani to strawberry author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705On-line version ISSN 1678-4499

Bragantia vol.54 no.2 Campinas  1995

http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051995000200009 

II. GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS

 

Trigo duro: Comportamento de genótipos no estado de São Paulo1

 

Durum wheat: evaluation of genotypes for the state of São Paulo, Brazil

 

 

Carlos Eduardo de Oliveira CamargoI, III; João Carlos FelícioI; Rui Ribeiro dos SantosII; Antonio Wilson Penteado Ferreira FilhoI

ISeção de Arroz e Cereais de Inverno, Instituto Agronômico (IAC), Caixa Postal 28, 13001-970 Campinas (SP)
IIEstação Experimental de Monte Alegre do Sul, IAC
IIICom bolsa de pesquisa do CNPq

 

 


RESUMO

Compararam-se 25 linhagens de trigo duro (Triticum durum L.), um cultivar de triticale (X Triticosecale Wittmack) e quatro cultivares de trigo (T. aestivum L.) em seis experimentos em condição de irrigação por aspersão, analisando-se a produção de grãos, características agronômicas e resistência às doenças. As linhagens de trigo duro 14 (61150/Leeds//Gallo "S"/3/Garza "S"/4/Mexicali "S"/5/S-15-Crane "S"), 21 (Boyeros "S"/Cocorit-71/5/Crane "S"/Ganso "S"//Marte "S"/3/Tildillo "S"/4/Memo "S"), 25 (Gallareta "S") e 8 (Gediz "S"/Yavaros "S"), de porte baixo a médio, foram resistentes às ferrugens-do-colmo (com exceção da 21) e da-folha, moderadamente resistentes ao oídio, suscetíveis à mancha foliar, e destacaram-se quanto à produção de grãos em solos com baixa acidez, não diferindo nem do trigo comum IAC-60, o mais cultivado atualmente no Estado de São Paulo, nem do triticale Álamos. Em condições de campo, a linhagem de trigo duro 19 (Mindum/Kingfisher "S"//Sandpiper) apresentou imunidade às ferrugens-do-colmo e da-folha e foi moderadamente resistente ao oídio. O triticale Álamos e o trigo comum IAC-29 foram imunes ao oídio. Todos os genótipos avaliados foram altamente suscetíveis à mancha foliar, com exceção da linhagem 6 (Dackiye/Gerardo Vezio 394), moderadamente resistente.

Termos de indexação: trigo duro, Triticum durum L., trigo, T aestivum L.; triticale X Triticosecale Wittmack, linhagens, cultivares, produção de grãos, características agronômicas, resistência às doenças.


ABSTRACT

Twenty-five durum wheat (Triticum durum L.) lines, one triticale (X Triticosecale Wittmack) cultivar and four wheat (T aestivum L.) cultivars were evaluated in six trials under sprinkler irrigation taking into account the grain yield, agronomic characteristics and disease resistance. The durum wheat lines 14 (61150/Leeds//Gallo "S"/3/Garza "S"/4/Mexicali "S"/5/S-15-Crane "S"), 21 (Boyeros "S"/Cocorit-71/5/Crane "S"/Ganso "S"//Marte "S"/3/Tildillo "S"/4/Memo "S"), 25 (Gallareta "S") and 8 (Gediz "S"/Yavaros "S"), showed the following traites: resistant to stem and leaf rusts; moderately resistant to powdery mildew; susceptible to leaf spot, and short to medium stature. These lines presented good grain yield in soils with low acidity. However, they did not differ in yield from the wheat cultivar IAC-60, the most cultivated actually in the State of São Paulo and from the triticale Álamos. The durum wheat line 19 (Mindum/Kingfisher "S"//Sandpiper) showed at the same time immunity to the causal agents of stem (with exception of line 21) and leaf rusts and moderate resistance to the causal agent of powdery mildew. The cultivars Álamos (triticale) and IAC-29 (wheat) exhibited immunity to the causal agents of powdery mildew. All considered genotypes were susceptible to the leaf spots patogens, with exception of the durum wheat line 6 (Dackiye/Gerardo Vezio 394) which was moderately resistant.

Index terms: durum wheat, Triticum durum L., trigo, T aestivum L., triticale, X Triticosecale Wittmack, inbred lines, cultivars, grain yield, agronomic characteristics, disease resistance.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

CAMARGO, C.E. de O.; CAMARGO, C.R. de O.; FELÍCIO, J.C.; FERREIRA FILHO, A.W.P.; SANTOS, R.R. dos & DECOT, G. Avaliação das características agronômicas e tecnológicas de genótipos de trigo duro, trigo e triticale. Campinas, Instituto Agronômico, 1993. 27p. (Boletim científico, 29)        [ Links ]

CAMARGO, C.E. de O.; FELÍCIO, J.C.; FERREIRA FILHO, A.W.P.; BARROS, B. de C.; FREITAS, J.G. de; PETTINELLI JUNIOR, A.; GALLO, P.B. & KANTHACK, R.A.D. Melhoramento do trigo: XXV. Avaliação de genótipos oriundos de populações híbridas introduzidas de Oregon (EUA) no Estado de São Paulo. Bragantia, Campinas, 50(2):225-246, 1991.        [ Links ]

CAMARGO, C.E. de O.; FELÍCIO, J.C.; FERREIRA FILHO, A.W.P.; BARROS, B. de C; PETTINELLI JUNIOR, A. & SANTOS, R. R. dos. Trigo duro, trigo comum e triticale: avaliação de linhagens em condições de irrigação e de soluções nutritivas. Arquivos do Instituto Biológico, São Paulo, 60(1/2):38-47, 1995.        [ Links ]

CAMARGO, C.E. de O., SANTOS R.R. dos & PETTINELLI JUNIOR, A. Trigo duro: tolerância à toxicidade do alumínio em soluções nutritivas e no solo. Bragantia, Campinas 51(1):69-76, 1992.        [ Links ]

HANSON, J.; BORLAUG, N.E. & ANDERSON, R.G. Wheat in the third world. Boulder, Westview Press, 1982. 174p.        [ Links ]

MEHTA Y.R. Doenças do trigo e seu controle. São Paulo, Agronômica Ceres, 1978. 190p. (Ceres, 20)        [ Links ]

PIMENTEL GOMES, F. Curso de estatística experimental. 11.ed. São Paulo, Nobel, 1985. 466p.        [ Links ]

SÃO PAULO. Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Relatório do Acordo entre a SAA, através do Instituto Agronômico, e as Cooperativas Rurais do Vale do Paranapanema, Campinas, 1984-1992. 9v.        [ Links ]

SCHRAMM, W.; FULCO, W.S.; SOARES, M.H.G. & ALMEIDA, A.M.P. Resistência de cultivares de trigo em experimentação ou cultivo no Rio Grande do Sul, às principais doenças fúngicas. Agronomia Sulrio-grandense, Porto Alegre, 10(1):31-52, 1974.        [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 9 de setembro de 1994 e aceito em 3 de agosto de 1995

 

 

1 Com recursos suplementares do Acordo do Trigo entre as Cooperativas Rurais do Vale do Paranapanema e a Secretaria de Agricultura e Abastecimento, através do Instituto Agronômico.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License