SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue4Influence of colostrum on normal bacterial colonization of the neonatal gastrointestinal tract author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Jornal de Pediatria

Print version ISSN 0021-7557

J. Pediatr. (Rio J.) vol.77 no.4 Porto Alegre July/Aug. 2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0021-75572001000400001 

EDITORIAIS

 

Jornal de pediatria on-line: primeiras impressões

 

Jornal de pediatria on-line: First impressions

 

 

Jefferson Pedro PivaI; Pedro Celiny GarciaII; Danilo BlankIII

IJefferson Pedro Piva - Editor chefe do Jornal de Pediatria
IIPedro Celiny Garcia- Editor associado do Jornal de Pediatria. Editor do JPED
IIIDanilo Blank - Editor executivo do Jornal de Pediatria . Editor do JPED

 

 

Nem mesmo as mais otimistas expectativas poderiam antecipar ou prever uma resposta tão favorável e positiva como a observada nestes escassos quatro meses em que o Jornal de Pediatria on-line está disponível no seu site na Internet (www.jped.com.br). Mesmo descontando-se a precocidade de avaliação para um projeto tão complexo e ambicioso, nos permitimos comemorar alguns resultados, assim como utilizar muitos destes dados na definição dos rumos a curto e a longo prazo.

O Jornal de Pediatria na sua versão impressa é distribuído a mais de 14.000 assinantes. Entretanto, poderíamos nos questionar: Quantos destes realmente lêem a revista? Qual a sua freqüência de leitura? Quais os artigos de maior interesse? Onde estão localizados esses leitores? As respostas a estas questões são quase impossíveis de obter tratando-se de uma revista impressa; porém, estão disponíveis rápida e instantaneamente em uma revista eletrônica, permitindo avaliações permanentes com correções de rumos e propósitos.

Até o final de julho, o JPED recebeu 22.729 visitas, com uma duração média de 12,5 minutos. No último mês, registrou-se uma média de 215 visitas diárias ao site. Ressalte-se mais uma vez que estes números foram atingidos com apenas 4 meses da revista na rede. Apesar da maior concentração de usuários ser originários do Brasil, observa-se um crescente número de visitas das mais diversas regiões do planeta, como Estados Unidos, México, Portugal, Argentina, Arábia Saudita, Nova Zelândia, Reino Unido, Uruguai e Alemanha, entre outros.

No Brasil, em torno de 70% dos acessos verificados no site do JPED são provenientes de cinco estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Paraná.

É interessante constatar ainda que determinados visitantes tornaram-se freqüentadores do JPED apresentando repetidas visitas (acima de dez) para as mais diversas atividades, tais como: pesquisa, leitura de artigos recentemente lançados ou envio de artigos a colegas.

Por estes e outros dados, pode-se identificar que o site JPED agregou novas características ao Jornal de Pediatria. Nossa revista ultrapassou as barreiras impostas pelo idioma e pelas fronteiras de nosso país, tornando-se cada vez mais uma revista pediátrica de reconhecimento internacional, com definida participação como fonte de pesquisa e conquistando progressivamente leitores de remotas e distantes regiões.

Estas novas e comprovadas características representam um atrativo a mais para que os pesquisadores e autores optem por enviar seus trabalhos para o Jornal de Pediatria. O fato de ter um artigo publicado nesta revista permite que esses resultados venham a ser divulgados aos 14.000 assinantes da revista impressa, agregando agora um público em constante crescimento e de distantes regiões. Obviamente, passamos também a captar artigos e produção científica oriunda de outros países, como pode ser observado já neste número, quando estamos publicando artigo proveniente do Uruguai e impresso no idioma original.

É nosso compromisso imediato consolidar a construção do site JPED, com a inclusão retroativa da versão integral, em português, de todos os artigos publicados a partir de 1994, assim como disponibilizar os resumos em inglês, revisados, dos artigos publicados entre 1994 e 1999.

Paralelamente a estes ajustes editoriais, pretendemos ampliar nossa inclusão na "grande rede global", de modo a conquistar de maneira pronta e efetiva o maior número de leitores em potencial, nos grandes repositórios sediados na Internet, que organizam e distribuem o acesso gratuito à literatura científica revisada.

Na América Latina, o repositório científico que tem se imposto como referência é, sem dúvida, a Biblioteca Científica Eletrônica On-line, SciELO (www.scielo.org), gerenciada em parceria pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e pelo Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), que organiza bases de dados bibliográficas e de edições completas de periódicos científicos. O Jornal de Pediatria está em processo final de avaliação, visando ao seu ingresso neste sistema, que certamente representa uma ampliação de nossa capacidade de divulgação.

Um outro grande e importante ponto para difusão das informações veiculadas pelo Jornal de Pediatria via Internet, é o site do Grupo de Editores de Revistas de Sociedades de Pediatría del Conosur (www.pediatriaconosur.org), que reúne Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai, Uruguai, com o objetivo de proporcionar o acesso de cerca de mais de 30 000 pediatras latino-americanos à produção científica das seis sociedades envolvidas na parceria (1). Esta iniciativa, que demonstra desde sua criação um elevado grau de competência e cooperação, já começou a estreitar os laços dos pediatras brasileiros com seus companheiros do Conesul, ampliando o número potencial de leitores e criando expectativas de uma maior integração de nossa região, a exemplo do que ocorre em outras regiões do planeta, como Europa e América do Norte.

Como referimos anteriormente, a revista on-line permite identificar a origem dos acessos, estimar qual o tipo de serviço mais procurado (pesquisa, leitura...), verificar qual o tipo ou conteúdo de maior interesse, entre outros. Para tal fim, a existência de um cadastro completo é fundamental. Neste sentido, temos a agradecer aos visitantes do site JPED que têm optado espontaneamente por realizar o cadastro completo (opcional). Esta disposição permite que os dados e resultados mensurados possam ser aferidos com uma maior precisão e, a seguir, tomar medidas no sentido de adequar o serviço oferecido às necessidades dos usuários.

Um outro dos tantos motivos de comemoração dentre fatos que envolvem o lançamento do JPED, é a expressiva interatividade estabelecida entre os leitores (navegadores) e o corpo editorial. Temos recebido mensagens diárias com comentários úteis e pertinentes abordando facilidades (dificuldades) de navegação, organização do conteúdo, sugestões quanto às versões em inglês e freqüentes agradecimentos pela possibilidade de copiar os artigos em arquivos pdf. Fato este que é comprovado pelo expressivo número de downloads verificados. Destacamos que, nos primeiros tempos, o campeão de downloads foi a edição de 1934 do Jornal de Pediatria, motivada muito provavelmente por seu caráter histórico e afetivo. Agora, porém, nota-se um interesse ampliado e diversificado dos leitores pelos mais diversos artigos científicos publicados. No mês de julho, por exemplo, foram realizados 1.488 downloads de arquivos pdf, tendo sido o artigo "Enurese noturna monossintomática" solicitado em 105 ocasiões.

O que tudo isso significa afinal para os leitores e potenciais autores do Jornal de Pediatria? Considerando as enormes transformações que irão sofrer todas as revistas médicas a partir deste momento (2), não é fácil predizer ou antecipar... Podemos inferir, baseados nestes achados que nos encontramos em uma etapa ascendente de ampliação de nossos horizontes, incrementando o universo tanto de leitores como de autores ou colaboradores.

O JPED mesmo sendo definido com uma revista on-line, não tem nada de virtual! Ao contrário, trata-se de uma realidade tangível e com horizontes ainda indefinidos. Por estas e outras medidas é que nos permitimos afirmar que o Jornal de Pediatria já é a maior e mais completa revista de pediatria da América Latina. Entretanto, esta posição que nos envaidece, ainda não é o suficiente. Acreditamos que nossos limites ainda estejam muito longe de terem sido atingidos. Um futuro desconhecido ainda, mas muito provavelmente promissor, nos aguarda.

 

Referências bibliográficas

1. Padula de Léon V. Un paso más. Arch Pediatr Urug 2001;72:57.         [ Links ]

2. Delamothe T, Smith R. PubMed Central: creating an Aladdin's cave of ideas. BMJ 2001;322:1-2.        [ Links ]