SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue4Thromboprophilaxis and neuraxial blockade author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Anestesiologia

Print version ISSN 0034-7094

Rev. Bras. Anestesiol. vol.51 no.4 Campinas  2001

http://dx.doi.org/10.1590/S0034-70942001000400013 

CARTAS AO EDITOR

 

Questões Comentadas da Prova Escrita do Título Superior em Anestesiologia - 2000 (Questão nº 41)

 

 

Senhor Editor,

Tendo recebido o Suplemento 26 (Provas) dessa conceituada publicação, fiquei feliz em mais uma vez poder desfrutar do acesso às questões da Prova Escrita para Título Superior em Anestesiologia, bem como seus respectivos comentários.

A abrangência dos assuntos abordados e o rigor com o qual tais questões e suas alternativas propostas são formuladas contribuem para fazer da Sociedade Brasileira de Anestesiologia uma das mais (senão a mais) exigente em termos de formação profissional e organizada sociedade de especialistas desse nosso país. No entanto, se “Medicina e Anestesiologia não são Matemática”, deveriam se comportar rigorosamente como tal quando a utilizam.

Refiro-me à questão número 41 da prova escrita do TSA, na qual se interroga a razão pela qual o brônquio direito é mais fácil (provável) de ser intubado seletivamente (acidentalmente ou não) do que o brônquio esquerdo. Segundo o gabarito oficial e a explicação do comentador, a resposta correta é: “Devido ao ângulo menor entre o brônquio direito e a traquéia”. No entanto, o ângulo entre o brônquio direito e a traquéia (da ordem de 155 graus, a na figura 1) é efetivamente maior que o ângulo entre o brônquio esquerdo e a traquéia (da ordem de 135 graus, b na figura 1).

Dessa forma, não concordo com a resposta oficialmente divulgada (nem com o comentário da questão). 25 e 45 graus são os ângulos formados pelos eixos dos brônquios direito e esquerdo respectivamente, com o prolongamento do eixo da traquéia, conforme mostrado na figura 2, o que é, matematicamente, completamente diferente.

Sem mais para o momento, gostaria de parabenizar a equipe responsável pela edição da Revista Brasileira de Anestesiologia pela qualidade e abrangência dos artigos publicados.

 

Atenciosamente.

 

Dante Roberto Eickhoff
Rua Jorge Miranda 104/23
13020-180 Campinas, SP

 


 

Réplica

 

Em nome da Comissão Examinadora do Título Superior em Anestesiologia quero externar-lhe nossos agradecimentos pela contribuição oferecida em prol do aprimoramento da prova.

A Comissão entende que sua análise é pertinente e a levará em consideração quando da elaboração de futuras questões; considerando-se que a ponderação feita não altera a opção dada como correta.

Sem mais para o momento, renovamos protestos de estima e consideração.

 

Atenciosamente.

 

Carlos Alberto de Souza Martins
Presidente do CE.TSA/SBA
Luiz Fernando de Oliveira
Secretário do CE.TSA/SBA